• AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
  • AALR3 R$ 20,07 -0.64
  • AAPL34 R$ 68,92 3.20
  • ABCB4 R$ 16,74 0.30
  • ABEV3 R$ 14,10 0.57
  • AERI3 R$ 3,85 5.77
  • AESB3 R$ 10,95 2.34
  • AGRO3 R$ 30,96 0.72
  • ALPA4 R$ 20,80 1.66
  • ALSO3 R$ 19,47 2.42
  • ALUP11 R$ 27,24 1.64
  • AMAR3 R$ 2,48 2.90
  • AMBP3 R$ 31,15 3.66
  • AMER3 R$ 24,11 2.73
  • AMZO34 R$ 66,30 -0.51
  • ANIM3 R$ 5,55 1.83
  • ARZZ3 R$ 79,40 -2.41
  • ASAI3 R$ 16,00 0.25
  • AZUL4 R$ 21,94 3.98
  • B3SA3 R$ 12,15 0.91
  • BBAS3 R$ 38,56 4.22
Abra sua conta no BTG

Novo sistema operacional do Google deverá rodar aplicativos do Android

Aposta da companhia de Mountain View, a plataforma Fuchsia ainda não tem previsão para ser lançada
Fuchsia: novo sistema operacional do Google deve ser um sucessor do Android (Reprodução/YouTube)
Fuchsia: novo sistema operacional do Google deve ser um sucessor do Android (Reprodução/YouTube)
Por Rodrigo LoureiroPublicado em 16/02/2021 11:08 | Última atualização em 16/02/2021 11:08Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O Fuchsia, novo sistema operacional do Google, deve permitir o uso nativo de aplicativos desenvolvidos para Android e Linux em sua própria plataforma. De acordo com o site 9to5Google, a companhia de Mountain View quer facilitar o uso dos programas no novo sistema operacional que deverá suceder ao Android em algum momento.

Isso seria feito a partir da tradução dos códigos de programação dos softwares de uma plataforma para a outra. A tradução seria necessária porque o Android tem como base o Linux, enquanto o Fuchsia usa um kernel próprio chamado de Zircon.

Os desenvolvedores passariam os códigos por uma tecnologia chamada de Starnix. Desta forma, as empresas responsáveis pelos softwares não vão precisar, ao menos inicialmente, desenvolver novas versões de seus programas para o Fuchsia.

Esta, no entanto, deverá ser uma solução temporária. A conversão dos códigos pode gerar algumas diferenças entre a versão do aplicativo que vai rodar no Fuchsia e a que foi desenvolvida diretamente para Android. Conforme a adoção da nova plataforma, o Google espera que as empresas produzam versões novas dos apps.

Veja Também

Google rejeita ação movida por dono do Tinder
Tecnologia
Há uma semana • 2 min de leitura

Google rejeita ação movida por dono do Tinder