Microsoft explica atraso na atualização do Windows Phone

A Microsoft diz que parte da culpa pelas falhas que impediram a atualização do sistema é dos fabricantes dos smartphones

São Paulo — Na última quarta-feira, a Microsoft decidiu explicar o atraso na atualização de seu sistema operacional móvel, o Windows Phone 7. Inicialmente, a nova versão do programa – com funções adicionais e correções de erros – deveria chegar aos consumidores no começo de 2011, mas ela ainda não foi implementada para a maioria dos usuários. De acordo com a companhia, parte da culpa é dos fabricantes que produzem os smartphones com a plataforma da Microsoft. Diversos modelos de aparelhos teriam apresentado problemas após a atualização, comprometendo seu funcionamento.

Lançado em outubro de 2010, o Windows Phone 7 tem a difícil tarefa de alcançar – e ultrapassar – a Apple e o Google no mercado de smartphones. O programa foi bem recebido por analistas, mas também recebeu diversas críticas pela falta de algumas funções básicas como "copiar e colar", por exemplo.

"Esperávamos que a atualização tivesse acontecido antes", afirmou o diretor do programa do Windows Phone, Joe Belfiore, em uma conferência para desenvolvedores de software em Las Vegas, nesta quarta-feira. O executivo não nomeou nenhum dos fabricantes envolvidos nos problemas, mas a Samsung, a HTC e a LG são as principais desenvolvedoras de celulares com o Windows Phone 7. A Nokia, líder no mercado de celulares em volume de vendas, deve lançar seus modelos de smartphones com o sistema operacional da Microsoft no primeiro semestre de 2012.

Após ter encontrado os problemas, a empresa reformou seu procedimento de atualização, disse Belfiore, adicionando mais tempo ao processo. "Sentimos que seria melhor um pouco mais de paciência, para termos certeza de uma atualização confiável, e, infelizmente, isso atrasou o processo", disse. Ele agora diz estar otimista, afirmando que não acontecerão problemas similares com atualizações futuras.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.