Tecnologia

iPhone 5 tem 5 milhões de unidades vendidas em 3 dias

A Apple diz que vendeu 5 milhões de unidades do iPhone 5 em três dias. É um recorde, mas é menos do que previam alguns analistas


	A chegada do iPhone 5 acarretou longas filas em frente às lojas da Apple. Em Tóquio, Hirose Mutsuya foi o primeiro a comprar o aparelho
 (Yuriko Nakao/Reuters)

A chegada do iPhone 5 acarretou longas filas em frente às lojas da Apple. Em Tóquio, Hirose Mutsuya foi o primeiro a comprar o aparelho (Yuriko Nakao/Reuters)

Maurício Grego

Maurício Grego

Publicado em 24 de setembro de 2012 às 10h47.

São Paulo — A Apple divulgou, na manhã de segunda-feira, que vendeu 5 milhões de unidades do iPhone 5 em apenas três dias. O novo smartphone chegou às lojas na sexta-feira em nove países (Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Austrália, Japão, Hong Kong e Singapura). A conta da Apple é sobre as vendas nesse dia e ao longo do fim de semana.

O número estabelece um novo recorde de vendas para um aparelho eletrônico no lançamento. O smartphone anterior da Apple, o iPhone 4S, demorou três semanas para atingir essa marca. Mesmo assim, o volume está abaixo do que previam alguns analistas. Gene Munster, da empresa Piper Jaffray, por exemplo, chegou a divulgar uma nota na semana passada dizendo que, na pior hipótese, a Apple venderia 6 milhões de unidades no primeiro fim de semana, noticiou o site Business Insider.

No comunicado divulgado pela Apple à imprensa, o CEO Tim Cook comemora o resultado: “A demanda pelo iPhone 5 tem sido incrível e estamos trabalhando duro para colocá-lo nas mãos de todos os consumidores que querem tê-lo o mais rapidamente possível”, diz. “Nós esgotamos nosso estoque inicial, mas as lojas continuam recebendo regularmente novos carregamentos”, prossegue ele.

A Apple também anunciou que 100 milhões de dispositivos já receberam o iOS 6, nova versão de seu sistema operacional móvel. O iOS 6 melhora a duração da carga da bateria do smartphone e traz diversas novidades para o iPhone, o iPad e o iPod touch. Ele também inclui o novo aplicativo de mapas da Apple, que vem sendo criticado pela enorme quantidade de falhas.

Nesta próxima sexta-feira, o iPhone 5 começa a ser vendido em mais 22 países, mas o Brasil não está entre eles. A lista inclui a Nova Zelândia e a maior parte da Europa. A Apple não divulgou quando pretende lançar o smartphone no Brasil. Uma estimativa razoável é que ele chegue às lojas em novembro. A empresa diz que o plano é levá-lo a mais de 100 países até o fim do ano.

Acompanhe tudo sobre:AppleCelularesEmpresasEmpresas americanasempresas-de-tecnologiaIndústria eletroeletrônicaiOSiPhoneiPhone 5SmartphonesTecnologia da informação

Mais de Tecnologia

TikTok impulsiona crescimento da cultura sul-coreana e alcança R$ 777 bilhões

Google deve comprar empresa de cibersegurança por US$ 23 bilhões, diz WSJ

Motorola Moto G24 vale a pena? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Samsung Galaxy A54 é bom? Veja preço, detalhes e ficha técnica

Mais na Exame