Google é processado por localizar usuários sem autorização

A ação foi movida por um morador da Califórnia, por ter tido seu deslocamento monitorado, mesmo desativando o "histórico de localização"

Google é alvo de uma ação em um tribunal federal dos Estados Unidos por violar a privacidade dos usuários ao localizar a posição de smartphones que haviam desativado seu "histórico de localização".

A ação foi apresentada na sexta-feira por um morador da Califórnia, que pretende ser indenizado por danos não especificados (com status de demanda coletiva para todos os usuários americanos de smartphones iPhone e Android) por ter tido seu deslocamento monitorado, mesmo desativando o "histórico de localização".

"Google informou expressamente aos usuários de seu sistema operacional e de seus aplicativos que a ativação de certas configurações impediria sua geolocalização", o que era "falso", afirma a ação.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.