Tecnologia
Acompanhe:

Elon Musk busca fundos adicionais para Twitter

Ross Gerber, presidente e CEO da Gerber Kawasaki Wealth & Investment Management, disse que um representante de Musk o contatou para oferecer mais ações na quinta-feira (15)

Nesta semana, Musk vendeu mais de US$ 3,5 bilhões em ações da Tesla (AFP/AFP Photo)

Nesta semana, Musk vendeu mais de US$ 3,5 bilhões em ações da Tesla (AFP/AFP Photo)

E
Estadão Conteúdo

17 de dezembro de 2022, 17h21

A equipe de Elon Musk procurou novos investimentos em potencial para o Twitter pelo mesmo preço do acordo original de US$ 44 bilhões, de acordo com um acionista que disse ter sido contatado sobre a proposta. Ross Gerber, presidente e CEO da Gerber Kawasaki Wealth & Investment Management, disse que um representante de Musk o contatou para oferecer mais ações na quinta-feira (15).

Gerber disse que sua empresa já havia colocado menos de US$ 1 milhão para apoiar a aquisição do Twitter por Musk, que foi concluída no fim de outubro a um preço de US$ 54,20 por ação. Investimentos de capital adicionais provavelmente diluiriam os atuais acionistas do Twitter. A extensão potencial da diluição do último esforço de arrecadação de fundos não pôde ser determinada imediatamente.

Nesta semana, Musk vendeu mais de US$ 3,5 bilhões em ações da Tesla. Foi sua segunda rodada de vendas desde a compra do Twitter. Musk vendeu quase 22 milhões de ações da Tesla em um período de três dias encerrado em 14 de dezembro, de acordo com uma divulgação regulatória divulgada na quarta-feira. Como parte da aquisição, o Twitter assumiu cerca de US$ 13 bilhões em dívidas. Isso pode deixar a empresa de mídia social devendo pagamentos anuais de juros de mais de US$ 1 bilhão, estimam analistas, em comparação com cerca de US$ 51 milhões em 2021.

O foco de Musk no Twitter irritou alguns investidores da Tesla enquanto a empresa caminha para seu pior desempenho anual de preços de ações já registrado.