Consultoria tenta derrubar diretores da HP

A consultoria ISS acusa a companhia de ter avaliado inadequadamente o valor da Autonomy, empresa adquirida pela HP

A Hewlett-Packard (HP) está novamente sob pressão nesta terça-feira, após a influente consultoria ISS recomendar que os acionistas votem contra a reeleição do presidente do Conselho de Administração Ray Lane e outros dois diretores, pelo papel que tiveram na aquisição da empresa britânica de software Autonomy.

A ISS, cujas recomendações são acompanhadas de perto por investidores que buscam uma direção sobre questões controversas, acusou uma avaliação inadequada pelo valor do negócio que Wall Street considerou inflado.

No ano passado, a HP teve uma massiva baixa contábil, depois que executivos acusaram ex-executivos da Autonomy, incluindo o então presidente-executivo Mike Lynch, de fraude contábil.

Lynch refutou as alegações.

As recomendações da ISS nesta terça-feira veem a público após uma declaração contundente da consultoria de sindicatos e acionista CtW Investment Group no mês passado, embora a CTW disse não se opor a Lane.

"Embora a evolução em torno do negócio, da Autonomy, de 2011, possa continuar nos próximos meses, é claro que o processo realizado na época que não era robusto", disse a ISS, em relatório.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.