• AALR3 R$ 20,17 -0.64
  • AAPL34 R$ 67,36 0.00
  • ABCB4 R$ 16,52 -0.78
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.64
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,84 2.07
  • AGRO3 R$ 31,18 0.23
  • ALPA4 R$ 21,29 2.21
  • ALSO3 R$ 19,00 -0.05
  • ALUP11 R$ 27,07 -0.88
  • AMAR3 R$ 2,54 5.83
  • AMBP3 R$ 31,09 2.61
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,28 2.37
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,46 -0.43
  • ASAI3 R$ 15,72 -1.13
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,91 -0.92
  • BBAS3 R$ 37,57 -0.61
  • AALR3 R$ 20,17 -0.64
  • AAPL34 R$ 67,36 0.00
  • ABCB4 R$ 16,52 -0.78
  • ABEV3 R$ 14,04 -0.64
  • AERI3 R$ 3,57 -1.11
  • AESB3 R$ 10,84 2.07
  • AGRO3 R$ 31,18 0.23
  • ALPA4 R$ 21,29 2.21
  • ALSO3 R$ 19,00 -0.05
  • ALUP11 R$ 27,07 -0.88
  • AMAR3 R$ 2,54 5.83
  • AMBP3 R$ 31,09 2.61
  • AMER3 R$ 21,89 -4.33
  • AMZO34 R$ 65,28 2.37
  • ANIM3 R$ 5,47 2.05
  • ARZZ3 R$ 79,46 -0.43
  • ASAI3 R$ 15,72 -1.13
  • AZUL4 R$ 20,07 -3.00
  • B3SA3 R$ 11,91 -0.92
  • BBAS3 R$ 37,57 -0.61
Abra sua conta no BTG

Como a Black Friday trouxe programas de marcas como Amazon para o YouTube

Com lives, reality shows e parcerias com criadores, marcas se aproximam de criadores e "emprestam" confiabilidade de youtubers
Casa Black Friday: Amazon entrou na onda das lives com reality show transmitido no YouTube com promoções (Divulgação/Youtube)
Casa Black Friday: Amazon entrou na onda das lives com reality show transmitido no YouTube com promoções (Divulgação/Youtube)
Por Thiago LavadoPublicado em 26/11/2021 19:43 | Última atualização em 29/11/2021 12:26Tempo de Leitura: 3 min de leitura

O vídeo se tornou uma parte intrínseca da compra de produtos e da Black Friday como um todo. Nos últimos anos, lives com criadores, como o Show da Black Friday, que trouxe Felipe Neto em 2019 e 2020, movimentaram milhares de pessoas e audiências em torno de promoções para grandes varejistas, como Lojas Americanas.

Quer dar um upgrade no seu currículo? Confira os cursos com descontos na Black Friday da EXAME Academy

O fenômeno se popularizou ainda mais durante as últimas Black Friday, que aconteceram em meio à pandemia de covid-19 e ascensão do e-commerce. E agora alcança ainda criadores de conteúdo de menor porte, que fecham parcerias com marcas ou realizam resenhas de produtos de interesse do público.

De acordo com dados do YouTube, 63% dos brasileiros afirma ser influenciado por conteúdo pago e anúncios em vídeos na plataforma, e 76% decidem suas compras assistindo também a vídeos com informações sobre produtos.

Em 2020, foram cerca de 1,4 bilhão de conversões em anúncios no YouTube, de acordo com a empresa. A indústria de criadores gerou um impacto de 3,4 bilhões de reais na economia brasileira no ano passado.

Além do sucesso que as Americanas colheram nos últimos dois anos, a Amazon também realiza a Casa Black Friday, até o dia 29 de novembro: uma espécie de "reality show", com criadores interagindo com dispositivos Alexa e anunciando as promoções vigentes.

Ações do tipo têm sido cada vez mais intermediadas pelo próprio time do YouTube, por meio de programas como Creators Connect, que oferece maneiras de ampliar relações de marcas com criadores.

"O time do Google conduz um trabalho conjunto com as agências dos anunciantes, os responsáveis pelas marcas e os parceiros produtores de conteúdo para entregar uma solução de conteúdo que atenda aos objetivos do cliente. O custo de produção e cachê são revertidos em mídia e pagos via AdSense. Assim, o Creator ganha mais e pode criar conteúdo com autenticidade, o fator que o público mais valoriza", explica Alessandra Gambuzzi, diretora de projetos comerciais e conteúdo do Google.

 

A executiva afirma ainda que a conexão entre os espectadores e youtubers tem se tornado cada vez mais genuína: 54% do público diz se conectar mais com criadores da plataforma do que celebridades e 89% confiam nas recomendações dadas por eles.

Para Gambuzzi, o modelo de parceria e conexão entre marcas e youtubers funciona durante o ano todo, mas tem especial função durante a Black Friday, já que os descontos e oportunidades de compras estão mais limitados no tempo — duram apenas um final de semana.

"Esses usuários se beneficiam de ter nos influenciadores referências nas quais se basear para essa decisão. É isso que o Creators Connect entrega: a conexão de anunciantes com influenciadores que têm um público fiel, que consomem determinado tipo de produto e que fazem com que as vendas sejam convertidas de forma muito mais satisfatória", diz.

Veja Também

Lições para o meu filho, Gabriel
Revista Exame
Há 6 dias • 5 min de leitura

Lições para o meu filho, Gabriel