HTC prepara câmera para competir com GoPro

Por queda nas vendas, companhia chinesa está desenvolvendo um modelo de câmera à prova d’água para esportes radicais

	Smartphone da HTC: companhia está procurando novas fontes de receita depois de perder participação no mercado de smartphones
 (Kiyoshi Ota/Bloomberg)
Smartphone da HTC: companhia está procurando novas fontes de receita depois de perder participação no mercado de smartphones (Kiyoshi Ota/Bloomberg)
Por Tim CulpanPublicado em 12/09/2014 17:48 | Última atualização em 12/09/2014 17:48Tempo de Leitura: 2 min de leitura

A HTC está desenvolvendo sua primeira câmera, um modelo à prova d’água para esportes radicais, em uma diversificação para outros produtos além de smartphones depois de três anos de queda nas vendas, segundo uma fonte do setor.

Com uma lente grande angular, a câmera terá um sensor de 16 megapixels e conexão direta com dispositivos que funcionam com os sistemas Android do Google e iOS da Apple, disse a fonte, que pediu não ser identificada porque os detalhes não são públicos.

A HTC não quis comentar em uma resposta por e-mail para a Bloomberg News hoje.

A HTC, que tem previsão de queda nas vendas pelo 12° trimestre consecutivo, está procurando novas fontes de receita depois de perder participação no mercado de smartphones para rivais como a Xiaomi e a Lenovo Group.

Acrescentando câmeras, a empresa com sede em Taoyuan, Taiwan, desafiaria a GoPro, que arrecadou US$ 427 milhões em uma abertura de capital realizada em junho, no mercado de câmeras menores e resistentes usadas em esportes radicais.

A câmera da HTC com forma de tubo incluiria Bluetooth e Wifi para permitir que os dispositivos sejam conectados a smartphones, disse a fonte. A HTC poderia lançar seus próprios aplicativos para Android e iOS para dar suporte à câmera, disse a fonte.

A câmera, bem como um novo smartphone otimizado para tirar selfies, poderia ser apresentada durante uma conferência de imprensa marcada para o dia 8 de outubro em Nova York, disse a fonte.

Nesta semana a HTC enviou convites para um evento com o título de “exposição dupla”, sem dar detalhes específicos.

O desenvolvimento de um aparelho de vestir para o pulso foi adiado e talvez o produto não seja lançado até o ano que vem, disse a fonte.