Tecnologia

CeBIT fala do aumento da eficiência a Dilma e Merkel

Merkel e Dilma na CeBIT foram ao 'stand' do consórcio Software AG, que se define como um dos mais importantes provedores de programas para o setor público

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 6 de março de 2012 às 16h23.

Hannover - O aumento da eficiência através da informática, a possibilidade de tirar dinheiro de um caixa com a impressão digital e um computador tablet à prova d'água são algumas das novidades em destaque na CeBIT nesta terça-feira, primeiro dia da mostra.

A presidente, Dilma Rousseff, e a chanceler alemã, Angela Merkel, estiveram entre os primeiros visitantes da mais importante feira informática do mundo. Merkel concluiu a visita ressaltando a importância da cooperação entre os dois países.

A primeira parada do passeio de Merkel e Dilma na CeBIT foi o 'stand' do consórcio Software AG, que se define como um dos mais importantes provedores de programas para o setor público.

Os representantes da empresa aproveitaram a visita das duas governantes para apresentar um programa que promete melhorar a eficiência das instituições públicas e que poderia reduzir a burocracia entre 30 e 40% na Alemanha.

O produto faz parte do chamado Governo eletrônico para o qual a Microsoft, cujo 'stand' foi a parada seguinte de Merkel e Dilma, apresentou a 'visão digital da cidade'.

'O caminho em direção à eficiência passa pela digitalização das cidades', disse um funcionário da empresa ao apresentar uma plataforma que procura otimizar a comunicação, melhorar a eficiência e aumentar a interação cidadã. Merkel, interessada, perguntou se podia conhecer alguma aplicação.

'Por exemplo, uma família pode encontrar rapidamente através da plataforma o caminho ao parque de jogos mais próximo e se há um aparelho danificado pode comunicá-lo imediatamente e alguém da administração da cidade virá regulá-lo', disse.

'Em um domingo de manhã eu acho difícil. Certamente será necessário esperar a segunda-feira', disse Merkel com certo ceticismo.

Já a Deutsche Telekom recebeu as duas líderes com a apresentação de um produto relacionado com a segurança informática, o tema central da CeBIT.


Trata-se do selo de segurança para a comunicação por e-mail, que o consórcio alemão transformou em um de seus projetos bandeira para aumentar a confiança dos usuários.

A IBM mostrou como projeto bandeira uma cooperação com a Mercedes Benz na qual, através de um programa especial, será otimizada a produção de caminhões.

Segundo a IBM, foi possível não apenas aumentar a produção de caminhões, mas também aumentar a quantidade de diferentes modelos de acordo com as necessidades dos usuários.

O consórcio Fujitsu se apresentou como produtor de hardware e mostrou um tablet à prova d'água, pedindo que Merkel afundasse o aparelho em um recipiente com líquido e depois usasse para comprovar que continuava funcionando.

A empresa canadense Dermalog, que se apresenta como líder em soluções biométricas para o controle de fronteiras e há 14 anos está presente no Brasil, mostrou as diferentes possibilidades do uso informático da impressão digital.

'O senhor poderá encontrar a impressão digital ao passar uma fronteira, mas também poderá tirar dinheiro do caixa automático e não precisará memorizar mais números e chaves de segurança', disse o responsável do 'stand' às duas governantes.

Quase todos os temas abordados durante a visita de Merkel e Dilma - com a exceção do tablet à prova d'água - tinham a ver com as aplicações de produtos informáticos na indústria privada e na vida pública.

Isso não é uma coincidência já que a CeBIT, que tem a presença de 4.200 expositores de 70 países, quer fazer desse assunto seu atrativo, já que para a apresentação de novidades há atualmente muitas outras feiras no mundo. 

Acompanhe tudo sobre:Angela MerkelCeBITDilma RousseffPersonalidadesPolítica no BrasilPolíticosPolíticos brasileirosPT – Partido dos Trabalhadores

Mais de Tecnologia

Apagão cibernético afetou 8,5 milhões de computadores da Microsoft

Uber apresenta instabilidade no app nesta sexta-feira

Zuckerberg diz que reação de Trump após ser baleado foi uma das cenas mais incríveis que já viu

Companhias aéreas retomam operações após apagão cibernético

Mais na Exame