Tecnologia

Casamento real é citado a cada 10 segundos na web, diz estudo

O casamento real do Princípe William e de Kate Middleton, marcado para 29 de abril, está gerando cerca de 9 mil menções por dia na internet, ou uma em cada 10 segundos

Kate Middleton e o príncipe William terão seu casamento transmitido ao vivo pelo YouTube (Getty Images)

Kate Middleton e o príncipe William terão seu casamento transmitido ao vivo pelo YouTube (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 25 de abril de 2011 às 06h56.

Londres - O casamento real do Princípe William e de Kate Middleton, marcado para 29 de abril, está gerando cerca de 9 mil menções por dia na internet, ou uma em cada 10 segundos, de acordo com estudo da empresa especialista de tecnologia Greenlight.

Em março e abril houve 158 mil posts na Web relacionados ao casamento em redes sociais, com perto de 61 mil delas, ou 38 por cento, apenas nos últimos sete dias.

YouTube e Facebook representaram 1 e 8 por cento dos posts, enquanto fontes de notícias na Web responderam por 30 por cento, seguidos de perto por blogs, com 29 por cento das menções.

O Twitter ficou com 17 por cento e fóruns de discussão com 16 por cento, segundo a Greenlight. Os números podem mudar sensivelmente, já que o casamento será transmitido ao vivo pelo YouTube.

Os temas mais comentados sobre o casamento são o vestido da noiva, a lista de convidados e os presentes. O casamento real deve ser um dos eventos mais acompanhados pelo público em todo o mundo em 2011, com algumas estimativas apontando para até 2 bilhões de pessoas acompanhando o evento.

Acompanhe tudo sobre:EmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetempresas-de-tecnologiaFacebookFamília real britânicaInternetRedes sociaisTwitterVídeos

Mais de Tecnologia

CEO do Spotify confirma que assinatura "deluxe" com áudio de alta fidelidade chegará em breve

CrowdStrike: o bug em mecanismo de segurança que causou o apagão cibernético

Apple TV+ faz em um mês audiência que a Netflix faz em um dia

Alphabet registra lucro líquido de US$ 23,6 bilhões no segundo trimestre de 2024

Mais na Exame