Blog ao vivo: Apple apresenta o novo iPad

Num evento em São Francisco, na Califórnia, a Apple revelou seu novo iPad com tela HD, conexão 4G e câmera de 5 megapixels. Veja a cobertura completa do evento

16h35 Estamos encerrando o blog ao vivo. Veja mais informações sobre o novo iPad logo mais em EXAME.com.

16h30 Tim Cook encerra a apresentação do novo iPad em São Francisco, na Califórnia. Vejamos um resumo do que a Apple anunciou:

  • O novo iPad tem tela Retina, de alta resolução.
  • O processador é o A5X, mais potente que o A5 do iPad 2.
  • A câmera é de 5 megapixels.
  • Agora há suporte para redes celulares 4G LTE.
  • A Apple vai aceitar encomendas hoje nos Estados Unidos. O tablet chega às lojas no dia 16 lá.
  • O preço começa em 499 dólares nos Estados Unidos, como acontecia com o iPad 2.
  • O iPad 2 ganha uma redução de 100 dólares em seu preço nos Estados Unidos. Passa a custar desde 399 dólares.
  • O novo Apple TV suporta imagens em alta resolução. Vai custar 99 dólares nos Estados Unidos.
  • O aplicativo iPhoto ganha uma versão para iPad. 

16h20 A loja online da Apple continua fora do ar. Deve voltar a operar logo mais, com o novo iPad a venda. Quando a loja reabrir, o iPad 2 vai ser oferecido com preço reduzido, começando em 399 dólares nos Estados Unidos para o modelo com 16 GB sem 3G. É um corte de 100 dólares no preço. Resta esperar que a redução chegue ao Brasil logo. Tim Cook está no palco mostrando um anúncio de TV do iPad.

16h15 O iPhoto estará disponível hoje por 4,99 dólares. Como é esperado, ele também tem integração com o iCloud. Agora, Ubillos sai de cena e Schiller volta a comandar a apresentação. Ele exibe um vídeo publicitário sobre o novo iPad, destacando as novidades: tela HD, nova câmera, novo processador, novos aplicativos. A apresentação caminha para o fim e não há nenhuma surpresa até agora. Todas as novidades haviam sido previstas antes. Mas ninguém falou, ainda, qual será o nome do novo iPad. 


16h10 Randy Ubillos, arquiteto chefe de aplicações de foto e vídeo, demonstra o iPhoto. Esse programa vai competir com outros aplicativos para edição de imagens, como o Photoshop Express. Ubillos mostra como a tela sensível ao toque torna a edição de fotos mais intuitiva do que num computador com mouse. O fotógrafo pode facilmente clarear ou escurecer áreas específicas da foto, por exemplo. O aplicativo tem alguns efeitos interessantes na interface, como os filtros agrupados numa régua basculante. 

16h05 Entre as novidades do aplicativo iMovie está um recurso para a criação de trailers para os filmes. É algo que já existe na versão mais recente do iMovie para Mac. Schiller começa, então, a falar do iPhoto, um aplicativo do Mac que, agora, ganha sua versão para iPad. Os aplicativos da série iWork estarão disponíveis hoje por 9,99 dólares cada. O Garage Band custa 4,99 dólares. Quem já tem algum desses apps para iPad pode atualizá-lo de graça. 

16h00 Como era esperado, os aplicativos da série iWork ganham uma nova versão, com suporte à tela Retina do novo iPad. O mesmo acontece com o Garage Band e com o iMovie. Schiller fala de outros aperfeiçoamentos no Garage Band. O aplicativo faz enorme sucesso principalmente entre os músicos amadores, já que torna a criação de músicas tão fácil quanto possível. A principal novidade é um recurso chamado Jam Session. Até 4 dispositivos com iOS (iPhone ou iPad) podem tocar juntos, comunicando-se por Wi-Fi ou Bluetooth.

15h55 Agora é a vez da Epic Games. Mike Capps, presidente da empreasa, mostra um novo título da série Infinite Blade. Essa série faz grande sucesso nos Estados Unidos e em outros países, mas não está disponível na App Store brasileira. O novo jogo chama-se Infinite Blade saga: Dungeons. Esse também não está disponível ainda. Será lançado “em breve”, diz Capps. Agora é a própria Apple que vai demonstrar sua linha de aplicativos iWork.

15h50 A primeira demonstração de software é da Namco, conhecida por ter criado o pré-histórico jogo Pac Man (conhecido, no Brasil, como Come-Come). Um executivo da empresa mostra um simulador de voo para o iPad. Em seguida, sobe ao palco um executivo da Autodesk, criadora do excelente aplicativo Sketchbook para iPad. Ele mostra o Sketchbook Ink, novo app para a tela HD. Deverá ser lançado em abril na App Store.


15h47 Como acontece com o iPad 2, o novo modelo será oferecido com 16, 32 e 64 GB de memória. Haverá modelos com Wi-Fi apenas e com internet 4G. Os modelos 4G vão suportar também 3G e 2G. A Apple começa a receber encomendas já nos Estados Unidos. Lá, as entregas começam no dia 16. Agora é hora das demonstrações de aplicativos que exploram a tela de alta definição.

15h45 Schiller diz que o novo iPad terá a mesma autonomia com bateria que o iPad 2, podendo chegar a 10 horas de uso sem recarga. Vai ter 9,4 milímetros de espessura e pesar 635 gramas, diz ele. O preço vai ser similar ao do iPad atual, começando em 499 dólares nos Estados Unidos, para a versão com 16 GB de memória e acesso à internet apenas via Wi-Fi. Até aqui, a apresentação está sendo bastante previsível. Ainda não houve nenhuma surpresa.

15h40 Além das redes celulares 4G LTE, o novo iPad vai suportar mais duas tecnologias de terceira geração — HSPA+ e HSDPA de canal duplo. Ambas oferecem maior velocidade de acesso à internet que o 3G básico. Isso é importante porque as redes 4G ainda não estão disponível em todos os lugares. No Brasil, por exemplo, espera-se que as primeiras só sejam inauguradas às vésperas da Copa de 2014. 

15h35 A nova câmera do iPad tem estabilização de imagem. Schiller exibe algumas imagens demonstrando isso. Ele passa, então, a descrever os recursos de voz. O novo iPad tem uma tecla com o símbolo de um microfone no teclado virtual. Tocando-o, o usuário pode ditar palavras para o tablet em vez de digitá-las. Isso deve funcionar em inglês, francês, alemão e japonês. Outra novidade que já havia sido antecipada é o suporte a redes celulares 4G LTE. Até aqui, nenhuma surpresa. A apresentação está revelando coisas que já haviam sido antecipadas por EXAME.com e por outros noticiários.  

15h30 Schiller diz que o novo iPad traz o novo processador AX5. Ele tem quatro núcleos de processamento gráfico, o que é necessário para suportar a enorme quantidade de pixels a ser processados. Ele afirma que esse chip tem quatro vezes o poder de processamento gráfico do seu rival Tegra 3, da Nvidia. Na sequência, Schiller revela que, como esperado, o iPad traz uma nova câmera, de 5 megapixels. A câmera do iPad 2 tem menos de um megapixel. Assim, esse é um aperfeiçoamento muito bem vindo. A câmera tem uma nova lente, com cinco elementos ópticos. O iPad é, agora, capaz de filmar em resolução full HD (1080p).


15h25 O novo iPad é exibido na tela. Phil Schiller sobe ao palco para demonstrar o tablet. Ele confirma que a principal atração é a tela Retina. “O telão que temos aqui atrás do palco tem menos pixels que a tela do novo iPad”, diz. A resolução da tela é a esperada: 2.048 x 1.536 pixels. Schiller mostra imagens comparando a tela do novo iPad com a do iPad 2. “Ela tem mais pixels do que um televisor de alta definição”, diz. Supostamente, a definição da tela é a máxima que o olho humano consegue captar. Schiller diz que isso é válido quando o iPad é visto a uma distância de 15 polegadas. No caso do iPhone, a distância é 10 polegadas.

15h20 Finalmente, Tim Cook começa a falar do iPad. Diz que a Apple vendeu 15,4 milhões de unidades no último trimestre de 2011. Ele compara isso com o número de computadores pessoais vendidos pelas concorrentes HP, Lenovo, Dell e Acer (todas venderam menos). Está chegando a hora do principal anúncio do dia, o do novo tablet da Apple. Cook diz que 100 novos tablets foram lançados no ano passado, mas que eles não oferecem uma experiência tão boa quanto a do iPad. Ele mostra o Twitter num tablet Samsung e diz que parece mais um smartphone ampliado. 

15h17 Eddy Cue mostra a interface do Apple TV, que traz alguns aperfeiçoamentos. O dispositivo passa a exibir as fotos do usuário armazenadas no iCloud.

15h15 Cook fala da App Store. Diz que há 585 mil apps nela e lembra que, recentemente, a loja atingiu a marca de 25 milhões de downloads. Ele anuncia, então, que o iCloud passará a suportar filmes, além de músicas e programas de TV. Depois, ele passa a falar do Apple TV, o dispositivo da empresa que recebe imagens da internet ou da rede local e exibe num televisor. Ele confirma os rumores de que o novo Apple TV vai trabalhar em resolução full HD. Na sequência, Eddy Cue sobe ao palco para demonstrar o novo Apple TV.

15h10 Cook fala do iOS. Diz que foram vendidos 315 milhões de dispositivos com esse sistema operacional no ano passado. Passa, em seguida, ao Siri, o assistente de voz do iPhone 4S. Ele anuncia que o Siri estará, agora, disponível em japonês. A nova opção de idioma é parte do iOS 5.1, versão atualizada do sistema da Apple. 


15h05 Cook fala das lojas da Apple. Mostra uma foto da loja de Amsterdã, Holanda, a mais recente. Diz que 110 milhões de pessoas visitaram lojas Apple no ano passado.

15h00 Começa o evento da Apple em São Francisco. Tim Cook sobe ao palco e diz bom dia à plateia. Ele começa a falar do iPad. Diz que, no último ano, vendeu 172 milhões de “dispositivos pós-PC”, o que inclui iPad, iPhone e iPod touch. Essa foi a fonte de 76% da receita da Apple no último trimestre.

14h55 O New York Times noticiou, há alguns dias, que o iPad já é a fonte de 20% da receita da Apple. Além de gerar receita direta, ele estimula a venda de livros, filmes, revistas e aplicativos na loja iTunes. Em 2011, o número de PCs vendidos no mundo foi seis vezes maior que o de tablets. Mas, com a gradual popularização dos tablets, já há quem vislumbre o dia em que esses dispositivos vão superar os computadores tradicionais em unidades vendidas.

14h50 As ações da Apple subiram 1% hoje de manhã. O mercado financeiro parece ter expectativa positiva em relação ao novo iPad.

14h30 A loja online da Apple está fechada para que o novo iPad seja incluído nas ofertas. Quem tenta entrar no site encontra uma mensagem dizendo: “Voltamos em breve” e “Estamos ocupados atualizando a loja para voltar a atendê-los em breve”.

13h50 O rumor mais recente diz que o novo iPad poderá ter tela háptica, capaz de transmitir sensações táteis ao usuário. Há três razões por essa expectativa. A primeira é que a Apple registrou patentes relacionadas com essa tecnologia. A segunda é que o convite para o evento de lançamento diz: “Temos uma coisa que você realmente tem de ver. E tocar”. Há quem tenha interpretado esse “tocar” como uma referência à tela háptica. A terceira razão é que a Apple andou negociando com uma empresa britânica especializada em sistemas hápticos. Mas nada disso garante que essa tecnologia estará mesmo no novo iPad. O evento de apresentação do tablet deve começar às 15h.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.