Auxílio de R$ 600 pode ser sacado a partir deste sábado

Neste sábado, podem sacar apenas os 2,6 milhões de beneficiários nascidos em janeiro

A Caixa inicia neste sábado, 30, o pagamento em dinheiro da segunda parcela do auxílio emergencial no valor de 600 reais. Desta maneira, todos os beneficiários do programa que receberam a primeira parcela até o dia 30 de abril poderão sacar o valor. 

Para evitar aglomerações nas agências da Caixa, o calendário do saque será escalonado. Neste sábado (30), podem sacar apenas os beneficiários nascidos em janeiro, cerca de 2,6 milhões de pessoas. A regra vale também para quem indicou contas de outros bancos para receber o auxílio. Confira abaixo o calendário completo:

  •  30 de maio -podem sacar os nascidos em janeiro  
  • 1 de junho – podem sacar os nascidos em fevereiro 
  • 2 de junho – podem sacar os nascidos em março
  • 3 de junho – podem sacar os nascidos em abril
  • 4 de junho – podem sacar os nascidos em maio
  • 5 de junho – podem sacar os nascidos em junho
  • 6 de junho- podem sacar os nascidos em julho
  • 8 de junho – podem sacar os nascidos em agosto
  • 9 de junho – podem sacar os nascidos em setembro
  • 10 de junho – podem sacar os nascidos em outubro
  • 12 de junho – podem sacar os nascidos em novembro
  • 13 de junho  – podem sacar os nascidos em dezembro

Para quem indicou contas de outros bancos ou para quem tem poupança na Caixa, os recursos serão transferidos automaticamente da poupança social. Com isso, esses beneficiários poderão procurar as instituições financeiras com quem tem relacionamento, caso queiram sacar.  

EXAME Research — 30 dias grátis da melhor análise de investimentos

Agência aberta

Neste sábado, a Caixa abrirá 2.213 agências em todo o país das 8h às 12h para atendimento exclusivo do auxílio emergencial. A lista completa das unidades que vão abrir está aqui. 

O banco reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem nas agências durante o horário de funcionamento, de 8h às 12h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 12h, o atendimento continua até o último cliente.

A Caixa destaca ainda que fechou parceria com cerca de 1.200 prefeituras em todo o país para reforçar a organização das filas e manter o distanciamento mínimo de dois metros entre as pessoas. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.