Como a 5àsec conseguiu, ao mesmo tempo, ser sustentável e diminuir gastos

O consumo de plástico caiu 25% na rede de franquias 5àsec. Como? Com a ajuda dos clientes
 (Alexandre Battibugli/Exame)
(Alexandre Battibugli/Exame)
M
Maria Clara Dias

Publicado em 16/09/2021 às 05:14.

Última atualização em 28/09/2021 às 14:03.

A rede de franquias 5àsec, de lavanderias, aproveitou a onda ESG para criar processos ao mesmo tempo sustentáveis, mais baratos e, de quebra, capazes de engajar os consumidores. Nos últimos meses, uma prática iniciada por alguns franqueados virou rotina nas mais de 400 unidades da companhia no Brasil.

De tempos em tempos, os funcionários da 5àsec convidam os clientes recorrentes a devolver os cabides de plástico colocados sob calças, camisas e ternos limpos numa das unidades da rede. Quem atende ao chamado recebe uma recompensa financeira, o chamado cashback. Além disso, boa parte das capas plásticas utilizadas para proteger as peças limpas de sujeiras no trajeto até a casa dos clientes está sendo substituída por material retornável feito de TNT, um tipo de tecido mais durável em relação ao plástico.

Tudo isso cortou o uso de plásticos em 37% nas unidades da franquia neste ano, diz Fábio Roth, presidente da 5àsec. Ao mesmo tempo, a pegada sustentável reduziu os custos com matérias-primas entre 25% e 30%. “Queremos mais resultados e menos custos”, diz.  

FIQUE DE OLHO: Um dos pilares do ESG, a chamada economia circular, pressupõe utilizar mais de uma vez uma mesma matéria-prima já incluída na cadeia de produção e pode reduzir custos até mesmo das PMEs