Revista Exame
Acompanhe:

Cartas & E-mails - O elo para vencer o crime

Leia os comentários dos leitores de EXAME sobre a edição 1156 da revista, que traz o combate ao crime no Brasil como tema principal

R
Redação EXAME

2 de agosto de 2018, 15h46

Parabéns à equipe de EXAME pela maneira esclarecedora e objetiva com que o tema da segurança pública foi apresentado (7 passos para vencer o crime, 7 de março). Fica muito evidente a gestão ineficiente por parte do governo federal, dos estados e dos municípios. Acredito que o Ministério da Segurança Pública criará melhores condições para o efetivo cumprimento da Constituição, que afirma: a segurança é direito e responsabilidade de todos. A efetiva participação da sociedade brasileira é o elo que pode integrar os passos citados na reportagem.

Marcos Luiz Del Duca

Rio de Janeiro, RJ


O poder público tem o dever de manter a ordem e a paz, mas, antes de jogar soldados do Exército nas comunidades com altos índices de criminalidade, deve-se também intervir levando serviços de saúde, educação, infraestrutura, cultura e lazer a essas comunidades de periferia. Ação social também é sinônimo de respeito e cidadania para as pessoas de menor poder aquisitivo. 

Célio Borba

Curitiba, PR


Boa e oportuna a reportagem de capa publicada na última edição. Mas, na minha opinião, ela não elencou o principal passo necessário para combater a violência, que é tornar a legislação penal mais dura para que o crime não compense. Do jeito que estão as leis, quem quiser delinquir verá que o risco vale a pena.

Ronaldo Weck

Porto Alegre, RS


Nos melhores países para viver, a segurança pública é feita por uma polícia municipal e pelas autoridades estaduais e federais. O melhor exemplo são os Estados Unidos, onde todas as polícias (municipal, estadual e federal) realizam as prisões.

Leandro Vitor

Via EXAME.com


Eu estava inicialmente satisfeito com as propostas para vencer o crime mencionadas na revista, mas veio a decepção quando chegou o passo “Controlar o porte de armas”. O Brasil está há 15 anos sob uma das legislações de controle de armas mais rígidas do mundo e só vemos o aumento da violência.

Sérgio Luiz Evangelista

Belo Horizonte, MG


PRIMEIRO LUGAR (1)

A prova de que o Brasil é um país onde a piada já vem pronta acaba de ser comprovada na nota sobre as antigas plataformas da OSX, encalhadas desde 2013 no litoral do Paraná (300 milhões enferrujados, 7 de março). A proposta feita por um comprador interessado em utilizar uma moderna plataforma de petróleo de 300 milhões de dólares para servir de motel em alto-mar já diz tudo.

Francisco Borges

Campinas, SP


PRIMEIRO LUGAR (2)

A nota sobre a reestruturação da Eletrobras e a descoberta de que a empresa é dona até de posto de gasolina deixa claro que o Estado não sabe administrar nada, muito menos empresas que precisam estar em constante evolução tecnológica, gerar receita e manter despesas sob controle (Hotel, posto e meio bilhão de imóveis à venda, 21 de fevereiro). Precisamos de empresas bem administradas, dando lucro e pagando impostos.

Antonio Carlos Rodrigues

Niterói, RJ


J.R. GUZZO

É impressionante a lucidez e a propriedade com que o senhor J.R. Guzzo escreve seu artigo na última edição de EXAME (Um Estado paralisado, 7 de março), sobre a incapacidade de todas as esferas do poder lidarem com a segurança pública. O texto deveria ser reproduzido e exposto em todas as esquinas do Brasil, da capital à mais longínqua cidadezinha. Além disso, todos os políticos eleitos deveriam lê-lo, obrigatoriamente, umas mil vezes. Quem sabe criariam um mínimo de vergonha na cara.

Aurelio Tolotti

Porto Alegre, RS


Comentários sobre o conteúdo editorial de EXAME, sugestões e críticas a reportagens

redacao.exame@abril.com.br

Fax (11) 3037-2027, Caixa Postal 11079,  CEP 05422-970, São Paulo, SP