Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos

Jô Soares estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, desde o fim do mês passado, segundo sua assessoria
Jô Soares: O enterro e velório do corpo de Jô serão reservados à família e amigos (Rede Globo/Divulgação)
Jô Soares: O enterro e velório do corpo de Jô serão reservados à família e amigos (Rede Globo/Divulgação)
D
Da Redação

Publicado em 05/08/2022 às 06:02.

Última atualização em 05/08/2022 às 06:20.

O ator, humorista, escritor e diretor Jô Soares morreu na madrugada desta sexta-feira, 5, aos 84 anos. A causa da morte não foi divulgada.

Ele estava internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, desde o fim do mês passado, segundo sua assessoria. O enterro e velório do corpo de Jô serão reservados à família e amigos.

Carreira

José Eugênio Soares nasceu em 1º de janeiro de 1938 no Rio de Janeiro. Foi humorista, apresentador de televisão, escritor, diretor e ator. Ele trabalhou nas emissoras Continental, TV Rio, Tupi, Excelsior, Record, SBT e na Globo.

Sua carreira como apresentador começou no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) com o programa “Jô Soares Onze e Meia”, que foi ao ar entre 1988 e 1999. Em 2000, o humorista iniciou aquele que se tornou seu programa mais famoso, o “Programa do Jô”, que terminou em 2016.

Como comediante, Jô se destacou em diversos programas na TV. Entre eles “A família Trapo” (1966), “Planeta dos homens” (1977) e “Viva o Gordo” (1981). Jô também atuou em 22 filmes, trabalhou em diversas peças de teatro e escreveu cinco livros.

Repercussão

Flavia Pedras, ex-esposa do apresentador, lamentou a morte em suas redes sociais.

"Assim, aqueles que através dos seus mais de 60 anos de carreira tenham se divertido com seus personagens, repetido seus bordões, sorrido com a inteligência afiada desse vocacionado comediante, celebrem, façam um brinde à sua vida. A vida de um cara apaixonado pelo país aonde nasceu e escolheu viver, para tentar transformar, através do riso, num lugar melhor. Viva você meu Bitiko, Bolota, Miudeza, Bichinho, Porcaria, Gorducho. Você é orgulho pra todo mundo que compartilhou de alguma forma a vida com você. Agradeço aos senhores Tempo e Espaço, por terem me dado a sorte de deixar nossas vidas se cruzarem", escreveu.

*Em atualização

VEJA TAMBÉM:

Não é só impressão: o mundo está girando mais rápido, comprovam cientistas

Spotify: usuários terão de pagar para tocar músicas aleatórias; entenda

Dia Nacional da Saúde: conheça a origem da data que homenageia o médico Oswaldo Cruz