Pop

Britney Spears faz acordo milionário com o pai sobre anos de tutela; veja valor

A tutela foi inicialmente estabelecida em 2008, ordenada pelo tribunal, depois que a cantora foi internada em uma clínica psiquiátrica para reabilitação

Britney Spears: cantora está livre da tutela do pai (Scott Dudelson /Getty Images)

Britney Spears: cantora está livre da tutela do pai (Scott Dudelson /Getty Images)

Luiza Vilela
Luiza Vilela

Repórter de POP e Redatora da Homepage

Publicado em 28 de abril de 2024 às 17h06.

Tudo sobreBritney Spears
Saiba mais

Depois de anos de disputa, Britney Spears finalmente encerrou a disputa judicial que travava com seu pai, James Spears, sobre a tutela de seus bens. O último contrato foi assinado na quinta-feira, 25, na Suprema Corte de Los Angeles, o que permite que a cantora volte a ter controle total sobre seu patrimônio. James manteve a tutela por 13 anos, desde que Britney foi internada em uma clínica de reabilitação.

Mas para voltar a ter acesso a todo o patrimônio, o acordo teve um custo elevado: Britney foi obrigada a pagar US$ 2 milhões (cerca de R$ 10 milhões) de honorários dos advogados do pai. Foram longos anos de batalha judicial entre os advogados da cantora e os do pai dela para por fim à tutela, até que em setembro de 2021, James pediu para por fim ao bloqueio — que foi revogado em novembro daquele mesmo ano.

Mãe de Britney Spears rebate acusação feita pela cantora em autobiografia

De lá para cá, a batalha continuou na Justiça para acertos sobre honorários e novas acusações até esta semana, no qual o último acordo foi assinado. "Embora a tutela tenha terminado em novembro de 2021, o desejo [de Britney] de liberdade agora está verdadeiramente completo", comentou Mathew S. Rosengart, o advogado da cantora, à revista EW. " Como ela desejava, sua liberdade agora inclui o fato de ela não precisar mais comparecer ou se envolver com o tribunal neste assunto.”

À revista People, o advgogado de Jamie, Alex Weingarten, declarou que seu cliente estava feliz com o acordo. "Não posso comentar detalhes específicos, pois o acordo é confidencial. Jamie está feliz por tudo isso ter ficado para trás. Ele ama muito a filha e tudo o que fez foi protegê-la e apoiá-la. É lamentável que algumas pessoas irresponsáveis na vida de Britney tenham escolhido arrastar isso por tanto tempo".

13 anos de tutela

A tutela foi inicialmente estabelecida em 2008, ordenada pelo tribunal, depois que a cantora foi internada em uma clínica psiquiátrica para reabilitação. James Spears ficou, desde então, responsável pela administração de todos os seus bens, além do controle das finanças e decisões médicas da filha.

Em 2021, durante audiência em tribunal aberto para revogação da tutela, Britney testemunhou contra o pai pela primeira vez em 13 anos. Ela chegou a implorar para que o juiz devolvesse sua liberdade. "Eu só quero minha vida de volta, estou traumatizada", disse. "Não estou aqui para ser escrava de ninguém. Não estou feliz, não consigo dormir, estou com muita raiva e choro todos os dias. Realmente acredito que essa tutela é abusiva".

Fotos de Britney Spears nas redes sociais dividem fãs da cantora

Ao longo dos 13 anos, a cantora relatou que foi forçada a sair em turnê contra sua vontade, além de ser proibida de se casar ou ter filhos. Segundo o testemunho, ela também foi obrigada a colocar um Dispositivo Ultra-Interino (DIU) para evitar ficar grávida.

Depois que a tutela foi revogada, Britney não só passou a ser mais ativa nas redes sociais como também firmou novas parcerias musicais e escreveu um livro "A Mulher em Mim", no qual relata sua relação com seu pai. "A tutela despojou-me da minha feminilidade, transformou-me numa criança. Eu me tornei mais uma entidade do que uma pessoa no palco. Sempre senti música em meus ossos e em meu sangue; eles roubaram isso de mim.”

Acompanhe tudo sobre:Britney SpearsCantoresMúsicaJustiça

Mais de Pop

Dia dos Namorados: 10 frases para legenda de fotos nas redes sociais

Dia dos Namorados: 10 músicas românticas para se declarar para sua cara-metade

Recordista de comer cachorro-quente assina contrato milionário com empresa vegana

Um dos livros mais antigos do mundo é leiloado por R$ 20,9 milhões, em Londres

Mais na Exame