O que a Americanas ganharia comprando a Casa&Vídeo

Pontos de venda e cadastro da rede são atrativos para a operação, segundo consultor

São Paulo - O interesse da Casa&amp;Vídeo Rio de Janeiro em vender suas operações voltou à tona neste começo de ano – e uma das interessadas é a Lojas Americanas. A diferença de foco das empresas não seria um empecilho para o negócio, segundo Cláudio Felisoni, coordenador do Programa de Administração de Varejo da Fundação Instituto de Administração (Provar/Fia).<p></p></p>

Apesar de serem duas redes de varejo, os produtos e a gestão dos negócios são diferentes. A Casa&Vídeo vende produtos para o lar, enquanto a Lojas Americanas é uma loja de departamento. “Não seria problema, as Lojas Americanas incorporaram muito bem a Blockbuster por conta dos pontos de venda, por exemplo”, diz Felisoni. Mesmo o modelo de gestão – que é mais profissional nas Lojas Americanas – não seria um entrave para a integração. “A Americanas iria absorver e ponto final, é uma fusão mas, provavelmente, incorporação”, afirma o especialista.

Os principais pontos de interesse da Lojas Americanas na rede fluminense seriam a localização das lojas – a Casa & Vídeo possui 66 lojas no estado do Rio de Janeiro - e o cadastro de clientes. A Casa&Vídeo lançou seu cartão de crédito de marca própria em junho e quer expandir a operação. As vendas com o cartão atualmente representam 1,5 por cento do total, segundo entrevista do presidente da empresa à Bloomberg.

No mercado, calcula-se que o valor de venda da Casa&Vídeo possa ficar entre 700 milhões de reais e 800 milhões de reais. Essa conta, feita por analistas, é baseada no valor de mercado de empresas equivalentes à ela que estão na bolsa e no faturamento da Casa&Vídeo em 2010, que foi de 1,3 bilhão de reais. Se esse for o valor, a Lojas Americanas teria condição financeira de realizar a operação. A empresa fechou o terceiro trimestre de 2010 com caixa de 1,6 bilhão de reais.

A Lojas Americanas confirmou o interesse na operação em comunicado enviado ao mercado em junho de 2010, mas não fez outros comentários sobre o assunto.

 

 

<

p class="MsoNormal" style="margin:0;">

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.