O novo plano de expansão do Frango Assado e da Pizza Hut

Atualmente, são 25 unidades do Frango Assado em estradas e parceria com postos de gasolina pode impulsionar a expansão da marca

Parcerias e uma nova cozinha central podem destravar o crescimento das redes Frango Assado e Pizza Hut. As duas redes, e junto com a rede de frango frito KFC, são o foco dos investimentos em expansão do grupo IMC, International Meal Company, que faturou 1,5 bilhão de reais no ano passado e tem 490 restaurantes em quatro países. 

O grupo acaba de firmar uma parceria com a rede de postos de combustível Monte Carlo para a abertura de novas unidades em postos. Serão nove unidades de Frango Assado, formato já adaptado para as estradas do interior de São Paulo e que conta com restaurante, lanchonete e mini mercado, e até 10 unidades da pizzaria Pizza Hut.

Atualmente, são 25 unidades do Frango Assado em estradas do interior de São Paulo e Minas Gerais, então a parceria representa um avanço importante no número de unidades dessa marca, bastante relevante no faturamento do grupo. 

No ano passado, o grupo teve faturamento de 1,6 bilhão de reais. Desses, 1 bilhão de reais vieram das operações brasileiras – metade disso apenas da marca Frango Assado. De acordo com Newton Maia, presidente da IMC, apenas em São Paulo há 1.100 postos de gasolina em estradas e há espaço para pelo menos 100 unidades do Frango Assado no estado.

Até então, o grupo operava também o posto de gasolina – é o caso de 18 das 25 unidades da marca. Era necessário construir a operação do zero, incluindo acessos da estrada e lidar com toda a logística de distribuição de combustíveis.

O novo plano da empresa é fazer parcerias com postos já existentes e atualizar o restaurante no local. Normalmente, os restaurantes em postos à beira de estrada são voltados a caminhoneiros e outros profissionais. Há poucas grandes marcas de restaurantes e lanchonetes voltadas para o público em veículos de passeio – Graal e a Quinta do Marquês, voltada para a classe alta, são alguns dos exemplos. 

Para o posto, a vantagem seria a entrada de um grupo forte capaz de atrair fluxo de visitantes. Para o Frango Assado, o investimento é muito menor, já que toda a estrutura do posto e de um edifício para o restaurante ficam sob responsabilidade do parceiro. São 3 milhões de reais investidos nesse modelo.

“Para o posto, o calcanhar de Aquiles é a alimentação. Oferece um aluguel muito baixo em troca de atrair um restaurante que atenda o caminhoneiro”, diz Maia.

Pizza Hut

Para as unidades da Pizza Hut – 230 no Brasil até agora, quase metade do total de restaurantes do grupo – o grupo está testando um novo formato. São as pizzarias dentro de unidades do Frango Assado. O formato, que já tem 10 unidades em um ano desde o lançamento, tem dado muito certo. Três das 10 melhores Pizzas Hut estão dentro de um Frango Assado. Em uma loja, o faturamento chegou a crescer 30% com a parceria.

Cozinha central

Outro obstáculo para a abertura de novos restaurantes Frango Assado era a complexidade da cozinha. Cada unidade tinha sua própria padaria e cozinha individual. Além do investimento em maquinário, o treinamento de funcionários também precisava ser denso e longo.

Recentemente, o grupo investiu 35 milhões de reais em uma cozinha central em Louveira, interior de São Paulo, capaz de acelerar a produção de certos itens de padaria, como coxinhas e pães de queijo. 

A cozinha central já prepara 120 toneladas de pão de semolina – um clássico da rede – e o congela na fábrica. Assim, os funcionários em cada posto só precisam aquecer o pão antes de servir, no lugar de acordar de madrugada para sovar e assar as fornadas.

Localizada na rodovia Anhanguera (Km 72), em Louveira (interior de São Paulo), a nova cozinha central substitui duas antigas cozinhas centrais da empresa, que eram legados das marcas Frango Assado e Viena. Ocupando agora uma área de 5 mil metros quadrados, a nova cozinha aumentará a capacidade de produção da IMC em mais de 300%.

Outras marcas

O grupo IMC, que cresceu por meio de aquisições, tem 17 marcas de alimentação, algumas com poucas unidades, como Brunella, Batata Inglesa, Carl’s Jr., Sports e Margaritaville – essa última com apenas uma unidade no Brasil, uma no Panamá e diversas nos Estados Unidos. Mas três delas, KFC, Pizza Hut e Frango Assado, devem receber a maior parte dos investimentos e dos esforços de expansão nos próximos meses.

Criado em 2006, o grupo está presente em aeroportos, hospitais e shopping centers. A aquisição mais recente foi a da MultiQSR em em agosto de 2019. Com essa compra, a família de Carlos Wizard Martins – fundador da escola de idiomas Wizard – e a Yum Brands, que detém as marcas Pizza Hut e KFC no mundo, se tornaram acionistas da IMC.

Em 2019, ano em que a receita foi de 1,6 bilhão de reais, cerca de 60% da receita vinha das operações no Brasil, 28% dos Estados Unidos e 12% no Caribe. 

O grupo não afirmou quantas unidades prevê abrir nos próximos meses, mas até julho o guidance era de cinco novos Frango Assado, 20 Pizza Hut e 40 KFC abertos a cada ano. Em julho, a companhia fez um aumento de capital de 384 milhões de reais. Cerca de 80% desse valor deve ser para a expansão de suas três principais marcas. 

A marca Viena, além da presença em shopping centers, tem buscado expandir para outros mercados, como hospitais. Também tem um modelo Viena Express e cafeterias. Recentemente, começou a vender comida congelada em mercados.

 

De 0 a 10 quanto você recomendaria Exame para um amigo ou parente?

 

Clicando em um dos números acima e finalizando sua avaliação você nos ajudará a melhorar ainda mais.

 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.