Lufthansa confirma possível ajuda da Alemanha e ações da empresa sobem

Eventual acordo incluiria um empréstimo de 3 bilhões de euros do banco estatal alemão KfW

A Lufthansa confirmou nesta Quinta-feira (21) que está em discussões avançadas para obter ajuda financeira de 9 bilhões de euros (US$ 9,84 bilhões) do governo da Alemanha, num momento em que a empresa aérea alemã enfrenta os severos efeitos da pandemia de coronavírus.

Em reação à notícia, a ação da Lufthansa saltava 5,5% na Bolsa de Frankfurt por volta das 8h10 (de Brasília).

Segundo a Lufthansa, o eventual acordo incluiria um empréstimo de 3 bilhões de euros do banco estatal alemão KfW e a compra de uma fatia de 20% na companhia pelo fundo de estabilização econômica conhecido como WSF, que Berlim criou como parte de uma estratégia para aliviar o impacto econômico do coronavírus.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.

Você já leu todo conteúdo gratuito deste mês.

Assine e tenha o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Já é assinante? Entre aqui.

Plano mensal Revista Digital

Plano mensal Revista Digital + Impressa

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis

R$ 15,90/mês

R$ 44,90/mês

Plano mensal Revista Digital

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

ASSINE

Plano mensal Revista Digital + Impressa

Acesse ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças + Edição impressa quinzenal com frete grátis.

ASSINE