• AALR3 R$ 20,06 1.88
  • AAPL34 R$ 70,18 -4.39
  • ABCB4 R$ 16,60 -1.95
  • ABEV3 R$ 14,20 -3.60
  • AERI3 R$ 3,78 -2.83
  • AESB3 R$ 10,66 -1.39
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,98 -2.37
  • ALSO3 R$ 19,47 -3.23
  • ALUP11 R$ 26,41 0.19
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 30,90 1.95
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 67,68 -6.44
  • ANIM3 R$ 5,52 -3.33
  • ARZZ3 R$ 82,09 -0.82
  • ASAI3 R$ 15,48 -2.21
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,54 -3.03
  • BBAS3 R$ 35,85 -1.59
  • AALR3 R$ 20,06 1.88
  • AAPL34 R$ 70,18 -4.39
  • ABCB4 R$ 16,60 -1.95
  • ABEV3 R$ 14,20 -3.60
  • AERI3 R$ 3,78 -2.83
  • AESB3 R$ 10,66 -1.39
  • AGRO3 R$ 30,75 -2.81
  • ALPA4 R$ 20,98 -2.37
  • ALSO3 R$ 19,47 -3.23
  • ALUP11 R$ 26,41 0.19
  • AMAR3 R$ 2,38 -2.46
  • AMBP3 R$ 30,90 1.95
  • AMER3 R$ 22,96 -0.26
  • AMZO34 R$ 67,68 -6.44
  • ANIM3 R$ 5,52 -3.33
  • ARZZ3 R$ 82,09 -0.82
  • ASAI3 R$ 15,48 -2.21
  • AZUL4 R$ 21,30 -4.01
  • B3SA3 R$ 11,54 -3.03
  • BBAS3 R$ 35,85 -1.59
Abra sua conta no BTG

L’Oréal Brasil quer construir beleza do futuro inclusiva e sustentável

Metas incluem descarbonização, inovação, preservação da biodiversidade e protagonismo social até 2030
 (Getty Images/SOPA Images / Colaborador)
(Getty Images/SOPA Images / Colaborador)
Por Agência O GloboPublicado em 08/12/2020 12:01 | Última atualização em 08/12/2020 12:01Tempo de Leitura: 4 min de leitura

Um caminho urgente e sem volta. É assim que a presidente da L’Oréal Brasil, An Verhulst-Santos, descreve os desafios ambientais que governos, empresas e sociedade enfrentam e enfrentarão nos próximos anos. Pensando nisso, a empresa lançou este ano seu novo compromisso de sustentabilidade, L’Oréal para o Futuro, com metas sociais e ambientais para 2030.

— Chegamos aos limites planetários e temos a absoluta consciência de que o engajamento em prol da sustentabilidade é fundamental — afirma.

O mundo está mais complexo, mas dá para começar com o básico. Veja como, no Manual do Investidor

As metas do programa, alinhadas com 15 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, são ambiciosas. A L’Oréal vai destinar € 150 milhões para proteção do meio ambiente e apoio a mulheres vulneráveis em todo o mundo. Desse total, € 100 milhões serão destinados às questões ambientais: € 50 milhões para financiamento de projetos de regeneração de ecossistemas florestais e marinhos e € 50 milhões para a economia circular com solução para a reciclagem de plástico. Os outros € 50 milhões vão para projetos que apoiam mulheres vulneráveis, com integração social e profissional, além de populações indígenas.

As metas do L’Oréal Para O Futuro incluem, por exemplo, que até 2030 100% das embalagens sejam de fonte reciclada, valorizando a economia circular, ou de fonte renovável, com bioplástico. Antes disso, em 2025, todos os locais de fabricação, administração e pesquisa do Grupo L’Oréal serão carbono neutro, usando 100% de energia renovável. A L’Oréal Brasil está trabalhando para atingir essa meta em 2021, cinco anos antes do prazo final da companhia.

— Na L’Oréal, somos líderes mundiais da beleza. Para nós, a sustentabilidade significa um poder que implica um dever. O poder de ser um catalisador de mudança e, indo mais além,contribuir com os grandes desafios do planeta — diz Maya Colombani, diretora de Sustentabilidade da L’Oréal Brasil.

A empresa quer atuar em diversas frentes, da descarbonização à preservação da biodiversidade, da gestão sustentável da água à economia circular.

— Não podemos mais continuar fazendo negócios como antes, os recursos naturais estão limitados, e temos que enfrentar grandes desafios — explica Maya Colombani.

A empresa vai investir € 50 milhões em soluções de reciclagem inovadoras nos próximos anos e está integrando cada vez mais plástico reciclado em seus produtos icônicos. Para garantir a circularidade de seus produtos, a L’Oréal investiu recentemente em uma start-up chamada Carbios.

— É uma empresa de biotecnologia que oferece uma inovação disruptiva para a reciclagem do plástico por meio da ação enzimática de organismos — explica Colombani.

Ela ressalta que, em 2020, 86% dos produtos novos têm um impacto social e ambiental melhorados. E a meta é que os próximos produtos tenham melhoria de 100%. A L’Oréal está tentando impactar não só seus colaboradores, mas também fornecedores, clientes e 1,5 bilhão de consumidores. A busca por um transporte sustentável resultou na adoção de caminhões abastecidos com biometano, os primeiros do Brasil. Essa é só uma das frentes para o ousado projeto de descarbonização apresentado pela companhia, que se comprometeu a reduzir em 50% as suas emissões de gases de efeito estufa por produto acabado e quer contribuir para a transição energética nos países onde atua.

Mas os compromissos com a sustentabilidade não estão começando do zero. Este ano a empresa anunciou os resultados do programa SBWA (Compartilhando a Beleza com Todos),

iniciado em 2013. Com sua execução, a L’Oréal ganhou pelo quarto ano consecutivo a premiação da Carbon Disclosure Project (CDP), organização internacional que analisa as iniciativas sustentáveis das empresas. Foi a única companhia a conseguir pontuação ‘A’, a maior nota possível, por quatro anos seguidos nas três categorias: mudanças climáticas, conservação da água e conservação das florestas. A L’Oréal tem o propósito de beneficiar, através das grandes causas de suas marcas, mais de 3 milhões de pessoas.

— Uma grande empresa, qualquer que seja, tem que agregar à sociedade. Não somos perfeitos na L’Oréal,mas não desistimos de melhorar. Para nós, a “beleza do futuro” deve ser sustentável, inclusiva e natural — defende Colombani.