Fiat Chrysler busca investidores para possível fusão com GM

O diretor-presidente da montadora, Sergio Marchinne, tem se emprenhado na missão de estabilizar o mercado de carros, fragmentado demais para ele

São Paulo - Em uma tentativa de consolidar o mercado automobilístico, a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) busca parceiros, investidores e fundos de hedge para tentar convencer a General Motors a uma possível fusão.

Segundo o Wall Street Journal, o diretor-presidente da montadora, Sergio Marchinne, tem se emprenhado em estabilizar o mercado de carros, fragmentado demais para ele.

Sua última investida nesse sentido foi voltada para fora da empresa, ao conversar com investidores para conseguir um parceiro para a montadora.

Com um aliado de peso, a empresa poderia fazer propostas mais fortes para a GM, visando uma possível fusão, de acordo com o jornal.

No entanto, encontrar parceiros para a empreitada não será tão simples, afirma o veículo americano. Ainda que tenha alcançado o lucro, a FCA opera com margens muito menores do que o resto do mercado.

Essa não seria a primeira tentativa da Fiat Chrysler em adquirir a GM. O mercado norte-americano é um dos principais focos da montadora. Além disso, a GM tem uma atuação forte na Ásia, ponto fraco da FCA.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.