Deutsche Bank cortará mil postos de trabalho, dizem fontes

A decisão é uma mudança na política do banco alemão, que em abril tinha dito que não precisaria fazer demissões em seu banco de investimento

Frankfurt – O Deutsche Bank planeja cortar cerca de 1 mil postos de trabalho no banco de investimento por causa das piores condições no mercado de capitais em decorrência da crise de dívida da zona do euro, disseram nesta quinta-feira fontes familiarizadas com o assunto.

A decisão é uma mudança na política do banco alemão, que em abril tinha dito que não precisaria fazer demissões em seu banco de investimento, uma das principais fontes de lucro.

O desaquecimento na atividade de trading no segundo trimestre obrigou bancos de investimento, como Credit Suisse, Goldman Sachs e UBS, a fazerem demissões.

O banco empregava 14,6 mil pessoas nos bancos de investimento e corporativo no final do primeiro trimestre.

A maioria das demissões será fora da Alemanha, disse uma das fontes. O Deutsche Bank se negou a comentar o assunto.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.