Negócios

Demanda de veículos da Ford cresce 23,3% em maio nos EUA

Washington - O grupo Ford vendeu em maio 192.253 veículos nos Estados Unidos, quantia 23,3% superior ao mesmo período de 2009, o que representa crescimento acima de 20% pelo sexto mês consecutivo, informou a companhia. Com a inclusão das vendas da sueca Volvo, que foi vendida à chinesa Geely, operação que será finalizada neste ano, […]

EXAME.com (EXAME.com)

EXAME.com (EXAME.com)

DR

Da Redação

Publicado em 10 de outubro de 2010 às 03h38.

Washington - O grupo Ford vendeu em maio 192.253 veículos nos Estados Unidos, quantia 23,3% superior ao mesmo período de 2009, o que representa crescimento acima de 20% pelo sexto mês consecutivo, informou a companhia.

Com a inclusão das vendas da sueca Volvo, que foi vendida à chinesa Geely, operação que será finalizada neste ano, o grupo vendeu 196.912 veículos, 21,9% de aumento com relação a 2009.

Neste ano, as três marcas principais da Ford (Ford, Lincoln e Mercury) venderam 783.845 unidades, 31,2% a mais do que no ano passado.

O fabricante também apontou que as vendas para particulares em maio aumentaram 19%, enquanto as vendas de frotas às empresas subiram 32%.

Para o vice-presidente de Vendas da Ford nos Estados Unidos, Ken Czubay, o incremento das vendas ocorre de forma paralela ao crescimento do valor de revenda dos veículos do grupo.

Segundo a Ford, os dados da associação que reúne as concessionárias na América do Norte, apontam que o valor de revenda dos veículos Ford aumentou 24%, enquanto no conjunto da indústria o aumento foi de 19%.

A empresa disse que planeja produzir 570 mil veículos na América do Norte no terceiro trimestre do ano, 16% a mais que no mesmo período de 2009.

"O aumento reflete a maior demanda de toda a família de automóveis, off road e caminhonetes. O plano de produção da Ford no segundo trimestre é de 640 mil veículos, 15 mil a mais do que inicialmente previsto", acrescentou.

Acompanhe tudo sobre:AutoindústriaEmpresasEmpresas americanasEstados Unidos (EUA)FordIndústriaMontadorasPaíses ricosVendas

Mais de Negócios

Empreendedor produz 2,5 mil garrafas de vinho por ano na cidade

Após crise de R$ 5,7 bi, incorporadora PDG trabalha para restaurar confiança do cliente e do mercado

Após anúncio de parceria com Aliexpress, Magalu quer trazer mais produtos dos Estados Unidos

De entregadores a donos de fábrica: irmãos faturam R$ 3 milhões com pão de queijo mineiro

Mais na Exame