Negócios

CNN está perto de comprar Mashable por US$ 200 milhões

Site especializado em redes sociais foi fundado em 2005 e conta com 20 milhões de usuários únicos por mês

Mashable: compra do site pode ser a maior aquisição já feita pela CNN (Divulgação)

Mashable: compra do site pode ser a maior aquisição já feita pela CNN (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 12 de março de 2012 às 10h54.

São Paulo – A rede de notícias CNN está próxima de comprar o Mashable, o maior site especializado na cobertura de redes sociais e blogs, fundado em 2005 por Pete Cashmore. O Mashable recebe cerca de 20 milhões de visitantes únicos por mês, segundo o jornal britânico The Guardian.

As primeiras notícias sobre a possível venda do Mashable foram dadas por um blogueiro da Reuters, Felix Salmon. Rapidamente, a informação começou a repercutir na imprensa americana.

O The New York Times divulgou que duas companhias, efetivamente, estão negociando a aquisição do site, mas tanto a CNN, quanto o Mashable se negaram a dar declarações sobre o assunto.

Precoce

Fundado por Cahsmore ao abandonar a faculdade aos 19 anos, o Mashable fez fama ao se tornar o principal site de notícias sobre o mundo das redes sociais e blogs. Com o tempo, porém, ampliou sua cobertura para o notícias de tecnologia e negócios.

Se a compra for confirmada, será a maior aquisição já realizada pela CNN, segundo o iBNLive. Em agosto do ano passado, a rede de notícias já havia comprado o Zite, empresa que lançou um aplicativo para o iPad – um agregador de notícias – por um valor estimado entre 20 e 25 milhões de dólares.

Além de seus milhões de usuários únicos, o Mashable também conta com parceiros de peso, como a ABC News e o Yahoo! News. O negócio seria, também, mais um capítulo na recente briga das grandes empresas de notícia por um lugar mais amplo na internet. Os jornais americanos lembram a aquisição, há cerca de um ano, do Huffington Post pela AOL por 315 milhões de dólares.

Acompanhe tudo sobre:CNNEmpresasEmpresas americanasEmpresas de internetFusões e AquisiçõesIndústria digitalTecnologia da informaçãoYahoo

Mais de Negócios

10 franquias baratas para quem quer deixar de ser funcionário a partir de R$ 2.850

Mukesh Ambani: quem é o bilionário indiano que vai pagar casamento de R$ 3,2 bilhões para o filho

De vendedor ambulante a empresa de eletrônicos: ele saiu de R$ 90 mil para mais de R$ 1,2 milhão

Marca de infusões orgânicas cresce com aumento do consumo de chás no Brasil e fatura R$ 6 milhões

Mais na Exame