Trump tem apoio de maior categoria na Câmara Baixa dos EUA

"Trump ganhou milhões de seguidores por dizer o que pensava sinceramente" afirmou a presidente da conferência republicana na Câmara

Washington - A presidente da conferência republicana na Câmara dos Representantes dos EUA e mulher com mais alto categoria do partido nessa câmara, Cathy McMorris Rodgers, anunciou nesta quinta-feira seu respaldo ao virtual candidato da formação à Casa Branca, o magnata Donald Trump.

A legisladora pelo estado de Washington disse, no entanto, que não duvidará em criticar a controversa retórica do multimilionário caso seja necessário, e acrescentou que Trump deve ao Partido Republicano e ao país um "respeito" para "construir uma coalizão inclusiva".

"Trump ganhou milhões de seguidores por dizer o que pensava sinceramente, desafiando a disfunção em (a classe política de) Washington", afirmou Rodgers.

"Nos próximos meses terá que ganhar a presidência, demonstrando que tem temperamento para o trabalho e planos para que todos os americanos possam conseguir um futuro de oportunidades e liberdade", acrescentou.

Rodgers, que tem um filho de 9 anos de idade com síndrome de Down, criticou Trump no passado por seus comentários sobre as mulheres e as pessoas com incapacidade.

A congressista foi uma das líderes do partido que recusaram dar seu apoio ao magnata quando outros já começavam a respaldar Trump.

É o caso ainda do presidente da Câmara dos Representantes, Paul Ryan, que, apesar de ter se reunido recentemente com o magnata para suavizar as tensões entre ambos, ainda não deu seu apoio oficial ao magnata.

As controversas posturas de Trump assim como sua retórica xenófoba e ultranacionalista, fizeram com que o Partido Republicano se dividisse entre aqueles que consideram que o multimilionário é a melhor opção para vencer a provável indicada democrata, Hillary Clinton, e os que entendem que é um candidato inadmissível.

O apoio de Rodgers chega em meio a uma nova polêmica sobre o multimilionário e sua maneira de tratar as mulheres por causa de um recente artigo publicado pelo jornal "The New York Times".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.