• AALR3 R$ 19,62 -0.66
  • AAPL34 R$ 73,06 -0.68
  • ABCB4 R$ 16,93 2.73
  • ABEV3 R$ 14,79 0.68
  • AERI3 R$ 4,02 -8.22
  • AESB3 R$ 10,91 1.68
  • AGRO3 R$ 31,86 0.79
  • ALPA4 R$ 21,60 -0.41
  • ALSO3 R$ 20,17 1.51
  • ALUP11 R$ 26,54 1.34
  • AMAR3 R$ 2,44 2.52
  • AMBP3 R$ 31,01 4.66
  • AMER3 R$ 23,70 0.17
  • AMZO34 R$ 70,73 -1.12
  • ANIM3 R$ 5,78 4.14
  • ARZZ3 R$ 83,16 0.47
  • ASAI3 R$ 15,71 2.21
  • AZUL4 R$ 22,25 4.66
  • B3SA3 R$ 11,87 1.89
  • BBAS3 R$ 36,23 2.29
  • AALR3 R$ 19,62 -0.66
  • AAPL34 R$ 73,06 -0.68
  • ABCB4 R$ 16,93 2.73
  • ABEV3 R$ 14,79 0.68
  • AERI3 R$ 4,02 -8.22
  • AESB3 R$ 10,91 1.68
  • AGRO3 R$ 31,86 0.79
  • ALPA4 R$ 21,60 -0.41
  • ALSO3 R$ 20,17 1.51
  • ALUP11 R$ 26,54 1.34
  • AMAR3 R$ 2,44 2.52
  • AMBP3 R$ 31,01 4.66
  • AMER3 R$ 23,70 0.17
  • AMZO34 R$ 70,73 -1.12
  • ANIM3 R$ 5,78 4.14
  • ARZZ3 R$ 83,16 0.47
  • ASAI3 R$ 15,71 2.21
  • AZUL4 R$ 22,25 4.66
  • B3SA3 R$ 11,87 1.89
  • BBAS3 R$ 36,23 2.29
Abra sua conta no BTG

Reino Unido estuda quarentena "circuit breaker" contra coronavírus

O número de casos de covid-19 vem subindo no Reino Unido no último mês
Boris Johnson: premiê britânico vem sendo pressionado a impor novas restrições de circulação (Getty Images/NurPhoto / Colaborador)
Boris Johnson: premiê britânico vem sendo pressionado a impor novas restrições de circulação (Getty Images/NurPhoto / Colaborador)
Por Da RedaçãoPublicado em 14/10/2020 12:30 | Última atualização em 14/10/2020 12:33Tempo de Leitura: 2 min de leitura

O governo britânico está sendo pressionado a implementar um "circuit breaker" contra o coronavírus. Mas o plano nada tem a ver com a Bolsa de Valores de Londres ou com o FTSE 100, o principal índice de ações do país.

Cientistas e políticos da oposição têm pressionado o governo do premiê Boris Johnson a implementar uma pequena quarentena, com restrições mais rígidas à circulação de pessoas, mas por um curto período de tempo -- somente para estancar a crise por ora.

Por isso, o termo "circuit breaker", tradicional dos mercados financeiros, vem sendo usado pelos próprios defensores das restrições no Reino Unido. Na bolsa, quando as ações começam a cair de forma muito acentuada em um mesmo dia, as negociações são congeladas por alguns minutos. É um mecanismo de defesa contra o "efeito manada" e a volatilidade.

Cada bolsa tem suas regras, mas, no Brasil, o "circuit breaker" é acionado pela primeira vez quando o Ibovespa recua mais de 10% -- se, na volta, continuar caindo acentuadamente, outras interrupções podem acontecer.

É esse paralelo e o desejo de estancar o aumento brusco de casos que têm feito os britânicos usarem o termo para se referir ao coronavírus.

Nesta terça-feira, o líder do Partido Trabalhista, oposição no Reino Unido, Keir Starmer, escreveu no Twitter que "precisamos de um circuit break para concertar os testes, proteger o NHS [sistema de saúde britânico] e salvar vidas".

Partes do Reino Unido com alto número de casos já estão em pequenos lockdowns locais. O país vem tendo mais de 10.000 ou 15.000 casos diários de covid-19 por dia, número superior ao pico da crise, em março, abril e maio.

O número de mortes diminuiu, e está em menos de 150 novas vítimas por dia. Ainda assim, o aumento de casos invarivalmente levará a novos óbitos, o que preocupa o governo em meio à segunda onda da doença em toda a Europa.

Apesar da pressão, o governo de Boris Johnson tem sido reticente em implementar um novo lockdown devido aos danos econômicos.

No começo da crise do coronavírus, em março e abril, o Reino Unido chegou a ficar em lockdown completo por mais de dois meses.