Mundo

Poluição grave: tempestade de areia polui o ar e deixa "céu laranja" na China

Autoridades recomendaram que moradores fechem portas e janelas; fumaça é tóxica e pode agravar problemas respiratórios

Tempestade de areia na região da Mongólia Interior, norte da China: qualidade do ar ficou prejudicada (AFP/AFP)

Tempestade de areia na região da Mongólia Interior, norte da China: qualidade do ar ficou prejudicada (AFP/AFP)

Publicado em 22 de março de 2023 às 10h00.

A poluição do ar intensa e uma tempestade de areia causaram estrago na qualidade do ar em Pequim, capital chinesa, nesta quarta-feira, 22.

A tempestade de areia também cobriu outras partes da China com uma névoa alaranjada e nociva para a saúde.

O índice oficial da qualidade do ar na capital chinesa chegou a 500, o nível máximo registrado, o que é sinônimo de "poluição grave". Dados não oficiais citam um nível de contaminação duas vezes pior.

As autoridades de Pequim emitiram alertas meteorológicas e recomendaram à população que diminua as atividades ao ar livre.

Autoridades recomendam evitar saídas

As tempestades de areia são comuns no norte da China durante a primavera (hemisfério norte, outono no Brasil).

Em algumas regiões do norte e noroeste da China, em particular na região semidesértica da Mongólia Interior, os fortes ventos e a poeira deixaram o céu com uma estranha cor laranja.

De acordo com as autoridades, a contaminação é provocada principalmente pelas chamadas minipartículas PM10 (com diâmetro inferior a 10 micrômetros), que podem ser inaladas e agravar os problemas respiratórios.

Os moradores das áreas afetadas devem "proteger-se bem do vento e da areia e fechar as portas e janelas", recomendaram os serviços meteorológicos, que aconselharam o uso de máscara.

Crianças, idosos e pessoas com alergias respiratórias devem "limitar as saídas", acrescentaram.

(Com informações da AFP)

Acompanhe tudo sobre:Tempestades solaresDesastres naturaisChinaPequim

Mais de Mundo

Radiografia de cachorro está entre indícios de esquema de fraude em pensões na Argentina

Trump conversa com Zelensky e promete "negociação" e "fim da guerra" na Ucrânia

Legisladores democratas aumentam pressão para que Biden desista da reeleição

Entenda como seria o processo para substituir Joe Biden como candidato democrata

Mais na Exame