Órfãos norte-coreanos estão escondidos na China

A informação é de uma deputada sul-coreana, que lidera uma campanha para estimular Pequim a não repatriar os refugiados

Cinquenta crianças norte-coreanas se esconderam na China depois que fugiram de um orfanato de sue país, informou uma deputada sul-coreana, que lidera uma campanha para estimular Pequim a não repatriar os refugiados.

As crianças, que moravam em um orfanato da cidade de Hyesan, nordeste da Coreia, cruzaram a fronteira com a China em 29 de janeiro, informou à agência sul-coreana Yonhap a deputada de oposição Park Sun-Young.

“Felizmente, não ouvi que tenham sido capturados pela polícia”, completou.

Outras 30 crianças fugiram do orfanato em dezembro, segundo a deputada. Vinte foram capturadas pelos guardas de fronteira norte-coreanos e agredidas. As demais foram detidas pela polícia chinesa, que pretende devolvê-las a seu país.

As idades das crianças não foram divulgadas.

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.