Opositor é impedido de entrar na RDC para ser candidatar à presidência

Moise Katumbi, que é da oposição desde 2015 e quer registrar sua candidatura à presidência, não conseguiu desembarcar no aeroporto da capital

O opositor congolense no exílio Moise Katumbi não obteve autorização aterrissar esta sexta-feira na capital do país onde pretendia registrar sua candidatura às eleições presidenciais de dezembro, e anunciou que tentará entrar pela Zâmbia, informou seu partido Ensemble.

O aeroporto de Lubumbashi estava controlado por dispositivos policiais para impedir a entrada do político, assim como a estrada principal que leva à Zâmbia, segundo correspondente da AFP.

Moise Katumbi, que já foi ligado ao atual presidente, Joseph Kabila, passou para a oposição em 2015 e em 2016 teve de abandonar o país por motivos médicos.

O opositor quer registrar sua candidatura para as presidenciais de 23 de dezembro antes do vencimento da data limite, 8 de agosto.

Durante sua ausência, Katumbi foi condenado a três anos de prisão em um caso de corrupção e também é julgado por ter supostamente contratado mercenários, o que seus advogados de defesa classificam de "farsas judiciais".

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.