ONU alerta para onda de deslocamentos na R.Centro-Africana

Uma nova onda de deslocamentos é cada vez mais provável na República Centro-Africana, segundo a ONU

Genebra - Uma nova onda de deslocamentos é cada vez mais provável na República Centro-Africana, onde estão ocorrendo os enfrentamentos armados mais graves em oito meses entre partidários e opositores do presidente, Michel Djotodia, assim como atos de revanche e ataques sectários, segundo a ONU.

Embora seja "muito cedo" para oferecer uma avaliação da situação, o Escritório de Assuntos Humanitários das Nações Unidas considerou que "é possível um aumento do deslocamento".

Antes deste novo pico de violência, que levou o Conselho de Segurança da ONU a autorizar uma intervenção militar internacional no país, liderada pela França e vários países africanos, metade da população centro-africana (2,3 milhões de pessoas) já precisava de ajuda humanitária e 415 mil tinham se deslocado de seus lares.

Além disso, esta crise provocou a fuga de 68 mil pessoas para outros países da região em um ano.

Por sua parte, o escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos expressou sua preocupação pela situação na capital da República Centro-Africana, Bangui, e a cidade de Bossangoa (350 quilômetros ao norte), onde ontem se informou da morte de mais de uma centena de pessoas, entra elas sete crianças.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.