Morte de civis no Iraque foi "terrível tragédia", dizem EUA

Os polêmicos bombardeios liderados pelos Estados Unidos causaram a morte de pelo menos 136 pessoas no oeste de Mossul

Washington - O general Joseph Votel, comandante do Comando Central dos Estados Unidos (Centcom), qualificou neste domingo de "terrível tragédia" a morte de civis em um recente ataque em Mossul, no Iraque, para expulsar o Estado Islâmico (EI) da cidade.

Os polêmicos bombardeios, dos quais testemunhas e responsáveis locais iraquianos acusaram à coalizão internacional, liderada pelos Estados Unidos, causaram a morte de pelo menos 136 pessoas no oeste de Mossul.

"A morte de civis inocentes em Mossul é uma terrível tragédia. Estamos investigando o incidente para determinar exatamente o que aconteceu e continuaremos adotando medidas extraordinárias para evitar atingir civis", afirmou em comunicado o chefe do Centcom, encarregado das operações militares no Oriente Médio.

Apesar do "progresso" das forças iraquianas, ele disse que a luta em Mossul é difícil, porque o inimigo opera entre a população civil.

"Reconhecendo isso, as forças terrestres iraquianas e as forças da coalizão que as apoiam realizaram ações deliberadas para minimizar o sofrimento desnecessário. Embora tenha a certeza de que o EI será derrotado, ainda existe uma longa luta pela frente e continuaremos priorizando a proteção do povo do Iraque no desenvolvimento de todas as operações", ressaltou Votel.

Na sexta-feira passada, o coronel John Thomas, porta-voz do Comando Central, já tinha reconhecido que o fato "atraiu a atenção ao mais alto nível" e que a coalizão investiga se as mortes foram causadas por um bombardeio aliado ou foi uma armadilha dos jihadistas.

A aviação iraquiana e da coalizão internacional realizaram um grande número de bombardeios nesta fase da ofensiva no oeste de Mossul para abrir passagem às tropas terrestres nesta cidade, que chegou a ser o grande reduto do EI no Iraque.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.