Líder do golpe no Mali vai reformar Forças Armadas do país

Amadou Sanogo assumiu o cargo criado especialmente para ele como forma de apoiar um governo de transição

Brasília – O líder do golpe de Estado no Mali, Amadou Sanogo, assumiu hoje (14) a comissão que se destina a reformar as Forças Armadas no país. Capitão do Exército, Sanogo assumiu o cargo criado especialmente para ele como forma de apoiar um governo de transição. Segundo analistas, o golpe de Estado, liderado por Sanago, em março de 2012, abriu caminho para a crise no país que vive em clima de disputa entre grupos extremistas islâmicos e o atual governo.

As divisões no Exército do Mali provocaram um confronto entre duas unidades que levaram à morte dois civis. A função de Sanogo permite que ele viva em instalações do Estado-Maior do Exército, na cidade de Kati.

Sanogo recebeu treino militar nos Estados Unidos e depôs o presidente Amadou Toumani Toure no golpe de Estado de 22 de março. Segundo Sanogo, Toure permitia a humilhação do Exército por rebeldes separatistas. Comparando-se a herói de guerra e ao ex-presidente da República da França Charles de Gaulle, Sanogo apresentou-se como salvador do Mali.

Com o Exército do Mali dividido, os extremistas islâmicos tomaram o Norte do país, impondo a sharia (a lei de costumes do Islamismo). Em 11 de janeiro, tropas militares da França chegaram ao Mali na tentativa de apoiar o governo e conter o avanço dos extremistas. Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também