Inquérito revela que voo MH17 foi abatido por míssil russo

O relatório oficial sobre a queda do avião na Ucrânia, em 17 de julho de 2014, que provocou a morte de 298 pessoas, deve ser apresentado nesta terça-feira

Investigadores internacionais concluíram que o avião da Malaysia Airlines, que fazia o voo MH17, foi abatido por um míssil BUK, de fabricação russa, disparado do Leste da Ucrânia, informa hoje (13) um jornal holandês.

O relatório oficial sobre a queda do avião na Ucrânia, em 17 de julho de 2014, que provocou a morte de 298 pessoas, deve ser apresentado nesta terça-feira.

Citando fontes próximas da investigação, o jornal Volkskrant diz que as conclusões do inquérito liderado pela Holanda, que durou 15 meses, mostram que o avião foi atingido por um míssil BUK terra-ar.

O Boeing 777 da Malaysia Airlines, que transportava 298 pessoas, foi abatido em 17 de julho de 2014 no Leste da Ucrânia,em área de combates entre separatistas pró-russos e forças governamentais, quando fazia a ligação entre Amesterdã e Kuala Lumpur.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.