Hollande diz que acordo global é objetivo de viagem a Moscou

François Hollande deve se reunir com o presidente russo, Vladimir Putin, um dia após seu encontro em Kiev com o presidente ucraniano, Petro Poroshenko

Paris - O presidente da França, François Hollande, disse nesta sexta-feira que a viagem que realizará na tarde de hoje para Moscou ao lado da chanceler alemã, Angela Merkel, tem como objetivo conseguir um "acordo global" sobre o conflito ucraniano.

"Todo mundo é consciente de que o primeiro passo deve ser o cessar-fogo, mas isto não pode ser suficiente e é preciso buscar um acordo global", afirmou antes de partir para a Rússia.

Hollande, que encerrou a sessão matinal do fórum franco-africano realizado hoje em Paris, deve se reunir com o presidente russo, Vladimir Putin, um dia após seu encontro em Kiev com o presidente ucraniano, Petro Poroshenko.

Em discurso perante vários presidentes e ministros africanos, Hollande não deu detalhes das conversas mantidas ontem na capital ucraniana, onde Merkel e Hollande se dirigiram com um plano de pacificação para impedir "uma guerra total".

Esta iniciativa, segundo antecipou ontem em sua entrevista coletiva semestral, tem como base a integridade territorial da Ucrânia, onde há nove meses eclodiu no leste do país um conflito armado após a sublevação pró-Rússia.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.