FMI: UE deve adotar estratégia de crescimento comum

Strauss-Kahn, diretor-gerente do fundo, criticou o aumento lento da cooperação no bloco

Frankfurt - O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) Dominique Strauss-Kahn pediu nesta sexta-feira, em Frankfurt, à União Europeia que adote uma estratégia de crescimento comum e "rompa as correntes de seu frágil crescimento".

"A Europa deve romper as correntes de seu frágil crescimento e deixar de desempenhar um papel secundário", afirmou Strauss-Kahn em uma conferência financeira em Frankfurt.

"É a única maneira de salvar o modelo social e poder cumprir com um destino comum europeu. A única resposta é mais cooperação e uma maior integração", acrescentou o diretor do FMI.

"A cooperação avança muito lentamente na União Europeia", opinou Strauss-Kahn, aludindo à "lentidão na reparação do setor financeiro".

"Também falta uma visão europeia em termos de política orçamentária, de equilíbrios internos e de mercado de trabalho", acrescentou na conferência organizada à margem de uma reunião de Bancos Centrais organizada pelo Banco Central Europeu (BCE).

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.