Ex-presidente argentino De la Rúa é absolvido em acusação

Ministério Público Fiscal tinha solicitado uma pena de seis anos de prisão para De la Rúa, acusado de ser coautor do crime de suborno ativo agravado

Buenos Aires – Um tribunal oral argentino absolveu nesta segunda-feira o ex-presidente Fernando de la Rúa (1999-2001) da acusação de suborno a senadores para a aprovação em 2000 de uma polêmica reforma trabalhista.

O Ministério Público Fiscal tinha solicitado uma pena de seis anos de prisão para De la Rúa, acusado de ser coautor do crime de suborno ativo agravado. 

Apoie a Exame, por favor desabilite seu Adblock.