Mundo

Europeus querem testes obrigatórios de covid-19 para passageiros que vêm da China

As autoridades chinesas criticaram nesta terça-feira os testes obrigatórios impostos por 12 países, entre eles os três citados da UE

Espanha, França e Itália anunciaram na semana passada que voltarão a exigir um teste negativo de covid-19 para os viajantes procedentes da China (AFP/Reprodução)

Espanha, França e Itália anunciaram na semana passada que voltarão a exigir um teste negativo de covid-19 para os viajantes procedentes da China (AFP/Reprodução)

A

AFP

Publicado em 3 de janeiro de 2023 às 17h04.

Última atualização em 3 de janeiro de 2023 às 17h18.

Uma "maioria esmagadora" de países da União Europeia (UE) se pronunciou, nesta terça-feira, 3, a favor de testar para covid os viajantes procedentes da China, antes que estes embarquem rumo à Europa, segundo um porta-voz da Comissão Europeia.

A medida faz parte das recomendações de um comitê de especialistas de saúde da UE, e será debatida nesta quarta-feira em uma reunião para elaborar uma resposta coordenada do bloco à explosão de casos na China.

Os especialistas de saúde da UE também avaliaram outras propostas da Comissão Europeia, como a obrigatoriedade do uso de máscara em voos procedentes da China, o controle da água usada nos aviões e um reforço dos testes, com sequenciamento dos positivos para identificar possíveis novas variantes.

"Estas medidas deveriam se concentrar nos voos e nos aeroportos mais apropriados e ser aplicadas de forma coordenada [através da UE] para garantir sua eficácia", indicou o porta-voz.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo toda manhã no seu e-mail. Cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

A reunião de quarta-feira do IPCR (o dispositivo europeu para uma reação política diante das situações de crise) poderia resultar em recomendações formais, que depois deveriam ser aprovadas por cada Estado-membro.

Espanha, França e Itália anunciaram na semana passada que voltarão a exigir um teste negativo de covid-19 para os viajantes procedentes da China.

As autoridades chinesas criticaram nesta terça-feira os testes obrigatórios impostos por 12 países, entre eles os três citados da UE.

No início de dezembro, Pequim decidiu colocar um ponto final à sua rigorosa política de "covid zero", o que levou a um aumento exponencial dos casos de coronavírus no país.

LEIA TAMBÉM:

Por que o surto de covid-19 na China preocupa outros países?

Covid: mundo multiplica controles a viajantes procedentes da China

Acompanhe tudo sobre:ChinaCoronavírusTodos contra o coronavírusUnião Europeiavacina contra coronavírus

Mais de Mundo

Milei se reunirá com Macron em viagem à França para abertura dos Jogos Olímpicos

'Tome chá de camomila', diz Maduro após Lula se preocupar com eleições na Venezuela

Maduro deve aceitar resultado das eleições se perder, diz ex-presidente argentino

Macron só vai nomear primeiro-ministro após Jogos Olímpicos

Mais na Exame