EUA é processado por uso 'terrorista' de fundos à Palestina

Argumento é que o Governo de Obama ''permitiu à Autoridade Palestina evadir os requisitos de transparência exigidos pela lei americana'' ao conceder fundos à região

Washington - Um grupo de 24 americanos que vivem em Israel apresentou um processo contra o Governo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no qual alegam que os fundos que concede à Autoridade Nacional Palestina (ANP) financiam atividades terroristas.

O processo, apresentado perante o Tribunal Federal do Distrito de Columbia, nomeia como acusados a secretária de Estado, Hillary Clinton, seu encarregado de Gestão e Recursos, Thomas Nides, e o diretor da Agência Americana para o Desenvolvimento (Usaid), Rajiv Shah.

Os litigantes, representados pela organização Israel Law Center, argumentaram que o Governo de Obama ''permitiu à Autoridade Palestina evadir os requisitos de transparência exigidos pela lei americana'' ao conceder fundos à região.

''Ao fazê-lo, permitiram que os dólares caiam nas mãos do Hamas e da Frente Popular para a Libertação da Palestina (ambas consideradas organizações terroristas), da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), de empregados da ANP que são vetados por lei a acessar fundos e de outros apoios do terrorismo que perseguem os civis em Israel'', indicaram.

Os litigantes asseguram que vivem ''temerosos de ataques palestinos'' e que vários deles os sofreram no passado, por isso pedem que sejam cortados os fundos à ANP e à Agência das Nações Unidas para os Refugiados da Palestina no Oriente Médio (UNRWA).

Segundo a lei federal americana, as doações só podem ser feitas para organizações que busquem o estabelecimento do Estado palestino se estas ''demonstrarem um compromisso firme com a coexistência pacífica com o Estado de Israel''.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.