Egito tem ao menos 74 mortos em protestos, segundo fontes

Não há um dado oficial, e o número real pode ser muito diferente, devido à confusão nas ruas do país

Cairo - Ao menos 74 pessoas foram mortas nos protestos pelo fim do governo de Hosni Mubarak no Egito, de acordo com um cálculo da Reuters a partir de fontes médicas, hospitais e testemunhas.

Não há um dado oficial, e o número real pode ser muito diferente, devido à confusão nas ruas do país.

Sessenta e oito mortes foram reportadas no Cairo, em Suez e em Alexandria durante os protestos de sexta-feira. Antes disso, fontes de segurança afirmaram que pelo menos seis pessoas, incluindo um policial, haviam sido mortas.

Neste sábado, fontes médicas disseram à Reuters que cerca de 2 mil pessoas haviam sido feridas. As fontes não souberam especificar quantos eram policiais e quantos manifestantes.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.