Coreia do Sul registra recorde de casos de covid neste domingo

País inaugurou 150 centros de testagem e reforçou o sistema de rastreamento; governo mandou fechar escolas e já se prepara para um novo lockdown

Com 1.097 novos casos de covid registrados neste domingo, dia 20, a Coreia do Sul vive um aumento expressivo do contágio, assim como a Europa e os Estados Unidos. Os maiores focos de propagação têm sido observados na capital, Seul, e em Incheon, que possui 25 milhões de habitantes.

Na segunda, dia 14, o governo coreano ordenou o fechamento de todas as escolas. Novas medidas de restrição estão sendo estudadas.

Os hospitais do país estão ficando sem leitos disponíveis. Este domingo marcou o quinto dia seguido em que mais de 1.000 novos casos são contabilizados. "Estamos com as costas contra a parede", disse o presidente Moon Jae-in. "Trata-se de um momento crucial em que devemos dirigir todos os esforços para a contenção do coronavírus".

O novo surto da doença atingiu uma das principais prisões de Seul essa semana. Quase 200 presos foram infectados.

A Coreia do Sul era considerada um modelo no combate ao coronavírus. Um eficiente sistema de testagem e de rastreamento de novos casos protegeu o país durante o primeiro pico da pandemia, no primeiro semestre.

O relaxamento das medidas de restrição e a esperança de que o pior já tinha passado provocou o aumento recorde da propogação do vírus que está sendo observado agora.

Para conter a segunda onda do coronavírus, foram criados 150 novos centros de testagem. As autoridades também recomeçaram um massivo programa de rastreamento. Se nada isso funcionar, o país deve entrar em lockdown.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 9,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.