Como o grafite diminuiu a violência em comunidade no México

Comunidade Las Palmitas é a prova viva do forte poder que o grafite e a arte de rua exercem na vida das pessoas

	Las Palmitas, no México: arco-iris de cores fortes foi além do óbvio
 (Reprodução/YouTube)
Las Palmitas, no México: arco-iris de cores fortes foi além do óbvio (Reprodução/YouTube)
Por Rafael NardiniPublicado em 02/09/2015 21:25 | Última atualização em 02/09/2015 21:25Tempo de Leitura: 1 min de leitura

São Paulo - Las Palmitas, Pachuca, México. Você sabe: o grafite e a arte de rua exerce um forte poder na vida das pessoas. A comunidade mexicana citada no início do texto é mais uma prova viva disso.

Acostumada com o abandono e a tristeza do cinza, o grupo Germen Crew fechou uma parceria com o autoridades locais e ficou na comunidade por 14 meses para colorir 209 casas espalhadas por mais de 20 mil metros quadrados.

O resultado é este aqui:

mexico grafite

O arco-iris de cores fortes foi além do óbvio. Além de revitalizar o local, o trabalho acabou ajudando a diminuir os índices de violência locais.

Como? Segundo Enrique Mybe Gomez, o diretor do projeto, com a autoestima fluindo melhor entre os moradores, as pessoas passaram a passar mais tempo juntas nas ruas, o que ajudou na segurança da comunidade.

Há mais espírito comunitário. As pessoas estão cuidando da segurança do bairro com suas próprias mãos.

Ao The Guardian, Alfonso Reyes, trabalhador da construção civil que vive em Las Palmitas, fala sobre o poder da arte. "De manhã você acorda, olha ao redor e vê as cores que o cercam. É muito gratificante".