A página inicial está de cara nova Experimentar close button

BofA pagará US$ 8,5 bi em processo sobre hipotecas

Bank of America também revelou uma provisão de US$ 5,5 bilhões no segundo trimestre relacionada às empresas estatais de financiamento imobiliário Fannie Mae e Freddie Mac

Nova York - O Bank of America Corp. (BofA) confirmou planos para pagar US$ 8,5 bilhões para encerrar um processo aberto por um grupo de investidores que perderam dinheiro com compras de títulos garantidos por créditos hipotecários antes do setor imobiliário dos EUA entrar em colapso. O banco também revelou uma provisão de US$ 5,5 bilhões no segundo trimestre relacionada à sua exposição às empresas estatais de financiamento imobiliário Fannie Mae e Freddie Mac, entre outras coisas.

O banco também prevê registrar US$ 6,4 bilhões em outros encargos relacionados a hipotecas no segundo trimestre, incluindo US$ 2,6 bilhões em baixa contábil do ágio derivado da expectativa de rentabilidade futura (goodwill) lançado no balanço da divisão de serviços imobiliários para o consumidor.

O pagamento do processo encerra uma disputa de 9 meses com um grupo de 22 de investidores que detêm mais de US$ 56 bilhões em títulos garantidos por créditos hipotecários, incluindo o gestor de recursos BlackRock, a seguradora MetLife e o Federal Reserve Bank of New York. O acordo é o maior já feito por uma empresa de serviços financeiros até hoje, excedendo o lucro total do banco de Charlotte, desde o início da crise financeira em 2008, reportou o Wall Street Journal ontem.

"Esse é mais um passo importante que estamos tomando no interesse de nossos acionistas para minimizar o impacto da incerteza econômica futura e deixar questões patrimoniais para trás", afirmou o executivo-chefe do BofA, Brian Moynihan. "Vamos continuar a agir de forma agressiva, e no melhor interesse de nossos acionistas, para liquidar as questões de hipotecas em grande parte decorrentes da nossa compra da Countrywide", acrescentou.

Excluindo hipotecas e outros itens, o Bank of America prevê um lucro de US$ 0,28 a US$ 0,33 por ação no segundo trimestre. Os analistas ouvidos pela Thomson Reuters projetam um lucro de US$ 0,28 por ação. As informações são da Dow Jones.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também