Estamos de cara nova! E continuamos com o conteúdo de qualidade.
Nova Exame

Ataques na capital do Iraque deixam 15 mortos

Os incidentes são uma mostra da situação da segurança na capital, alvo de vários grandes ataques recentes, entre eles um em julho que matou quase 300 pessoas

Bagdá - Uma série de ataques em Bagdá, entre eles a explosão de um estoque de armas, matou 15 pessoas e deixou mais de 50 feridas nesta sexta-feira, segundo autoridades do Iraque.

Os incidentes são uma mostra da situação precária da segurança na capital iraquiana, alvo de vários grandes ataques recentes, entre eles um em julho que matou quase 300 pessoas.

Nesta sexta-feira, pelo menos três foguetes caíram no leste de Bagdá, matando cinco pessoas e ferindo 15, segundo policiais. Os foguetes aparentemente foram detonados pela explosão no galpão de estoque de armas, segundo uma fonte da polícia.

Membros da poderosa milícia xiita Asaib Ahl al-Haq estavam presentes no local. Segundo policiais, porém, não está claro a quem pertencia o armamento.

No bairro de maioria xiita de Ghazaliya, uma bomba atingiu uma rua que concentra lojas e matou duas pessoas, além de ferir outras oito, segundo a polícia. O Ministério do Interior disse que duas bombas em mercados de frutas e vegetais mataram cinco pessoas e feriram 20.

No oeste de Bagdá, um ataque com uma bomba em uma zona comercial matou três pessoas e feriu oito, segundo a polícia e autoridades hospitalares. Todas as fontes pediram anonimato, porque não tinham autorização para falar à imprensa.

Esta sexta-feira marca o aniversário do martírio do nono imã xiita. Houve peregrinações em Bagdá para marcar a data, mas nenhum dos ataques feriu os fiéis ou ocorreu perto da mesquita Kadhimiya, onde foi realizado um ato para lembrar o imã.

Nenhum grupo até agora reivindicou a autoria dos ataques, mas o Estado Islâmico em geral tem sido o responsável pelas ações contra civis xiitas na capital.

O Exército do Iraque expulsou os militantes do grupo de cidades importantes como Ramadi e Falluja e o governo pretende até o fim do ano retomar Mossul, segunda maior cidade do país. Fonte: Associated Press.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também