Após tragédia no Rio, Dilma decreta luto de três dias

De acordo com o boletim mais recente, o atirador que invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira matou 10 meninas e um menino

Brasília - A presidente Dilma Rousseff (PT) decretou luto oficial de três dias pela tragédia ocorrida em uma escola em Realengo, no Rio de Janeiro, onde 11 crianças foram mortas por um atirador. O episódio emocionou a presidente, que um pouco mais cedo encerrou uma cerimônia no Palácio do Planalto pedindo um minuto de silêncio em respeito às vítimas.

Segundo o boletim mais recente da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil do Rio (Sesdec), o atirador que invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira matou dez meninas e um menino, e depois se suicidou. Além disso, outras 13 crianças ficaram feridas, sendo dez meninas e três meninos. Quatro deles estão em estado grave.

As vítimas foram levadas para o Hospital Estadual Albert Schweitzer, Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, Hospital Universitário Pedro Ernesto, Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia e Hospital da Polícia Militar.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.