A limpeza de 500 mil dólares na Casa Branca antes da posse de Biden

O edifício possui 132 salas distribuídas em seis andares. Isso inclui 35 banheiros, 412 portas e 28 lareiras

O governo dos Estados Unidos gastará quase US$ 500.000 em uma limpeza profunda da Casa Branca antes que o presidente eleito Joe Biden tome posse no dia 20 de janeiro, segundo informações da CNN.

O edifício foi centro de três surtos de covid-19 desde o início da pandemia. Segundo a historiadora Kate Brower Andersen, sempre houve uma limpeza profunda entre as administrações, mas nunca nessa proporção. Os contratos para serviços de limpeza incluem US$ 127.249,00 em "Limpeza inaugural", US$ 44.038,00 para a limpeza de carpetes e US$ 29.523,00 em limpeza de cortinas.

A limpeza entre os presidentes é realizada geralmente pela pópria equipe da Casa Branca no intervalo de seis horas, quando os presidentes participam da cerimônia de posse. Além da limpeza do edifício, os 100 funcionários da Casa Branca realizam também pequenos trabalhos de manutenção.

A Casa Branca possui 132 salas distribuídas em seis andares. Isso inclui 35 banheiros, 412 portas e 28 lareiras. O contrato de US$ 127.249,00 foi concedido à empresa Didlake, com sede na Virgínia, que ajuda pessoas com deficiência a encontrar emprego, segundo informações da CNN.

A papelada também incluiu um contrato de US$ 115.000 para substituir e instalar novos carpetes em várias salas. O governo também fechou um contrato de US$ 37.975,00 para remoção de lixo e reciclagem e $ 53.000 para pintura e revestimentos de parede, além de US$ 50.000,00 em horas extras.

Dia da posse

A cerimônia de posse de Biden em 20 de janeiro será um tanto quanto inusitada. O presidente Donald Trump já afirmou que não comparecerá, tornando-se o primeiro presidente desde 1869 a se recusar a comparecer à posse de seu sucessor. A posse será marcada por um combo de atividades virtuais e presenciais devido à pandemia.

Normalmente, centenas de milhares de pessoas viajam para Washington, DC, para a cerimônia, mas este ano apenas 2.000 participantes serão permitidos. As celebrações vão contar com apresentações das cantoras Lady Gaga e Jennifer Lopez, comentários do Padre Leo J. O'Donovan, amigo de longa data da família Biden, e uma bênção do reverendo Dr. Silvester Beaman.

À noite, Biden e sua vice Kamala Harris farão uma palestra para a população em uma transmissão ao vivo pela TV, que será apresentada pelo ator Tom Hanks.

Mas, apesar dos planos para uma celebração pacífica, um boletim do FBI advertiu que os apoiadores de Trump estão planejando "protestos armados" no Capitólio dos EUA e em 50 capitais estaduais. 

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.