13 combatentes pró-governo mortos no Iêmen apesar da trégua

Nos confrontos também morreram alguns rebeldes, segundo uma fonte militar, que não revelou um número

Ao menos 13 combatentes pró-governo morreram em um ataque rebelde perto da capital iemenita Sana, apesar do cessar-fogo decretado pela ONU esta semana, informaram fontes militares.

Rebeldes huthis atacaram na quarta-feira posições pró-governo em Nahm, ao nordeste de Sanaa, onde prosseguem os combates há duas semanas, apesar do compromisso dos beligerantes de respeitar a trégua em vigor desde a meia-noite de domingo.

Nos confrontos também morreram alguns rebeldes, segundo uma fonte militar, que não revelou um número.

O cessar-fogo foi violado em várias oportunidades no Iêmen desde que entrou em vigor, mas nenhuma parte em conflito declarou o fim da trégua. As negociações de paz devem começar na próxima segunda-feira, com a mediação da ONU, no Kuwait.

Desde a intervenção em 2015 de uma coalizão liderada pela Arábia Saudita para apoiar o governo, o conflito do Iêmen deixou 6.300 mortos, metade civis, e 30.000 feridos. Outras 2,4 milhões de pessoas foram deslocadas e 80% da população precisa de ajuda humanitária, segundo a ONU.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também