Transformação digital é sobre pessoas, diz Marcio Carvalho, CMO da Claro

Confira o episódio de estreia do podcast Clube CMO, com Marcio Carvalho, que lidera o marketing de uma das maiores operadoras do país
Marcio Carvalho, CMO da Claro: cliente no centro da estratégia (EXAME/Divulgação)
Marcio Carvalho, CMO da Claro: cliente no centro da estratégia (EXAME/Divulgação)
C
Clube CMOPublicado em 17/11/2022 às 10:54.

A Claro tem aproximadamente 85 milhões de clientes. São muitas pessoas e consequentemente muitos dados. Para gerir tudo isso e devolver serviços melhores e boas experiências é preciso uma estrutura robusta de tecnologia somada ao marketing, de martech.

Mas isso ainda não é o bastante. Segundo Marcio Carvalho, CMO da Claro, a outra camada fundamental é formada por pessoas e passa obrigatoriamente por alinhamento, comprometimento e muita gestão. “A gente tende a pensar que transformação digital é sobre coisas técnicas. Mas também é sobre pessoas”, diz.

Nesse sentido, o executivo acredita que o principal é ter sempre o propósito bem alinhado e claro, para que todos remem juntos. “Todo mundo precisa enxergar o que estamos fazendo e de uma forma que desarme os espíritos, que todo mundo quebre os seus silos. E entenda que tem que trabalhar, independentemente da área de especialização, em grupos disciplinares que consigam trocar informação, trocar conhecimentos, trocar bagagens para que se chegue em um lugar melhor do que chegaria se cada um seguisse trabalhando sozinho”, comenta.

Além de investir em martech para o dia a dia das soluções internas da Claro, as que chegam diretamente ao consumidor, ele acrescenta que a empresa vê esse caminho em mais frentes de negócios considerando o Claro Ads e o Claro Insights, voltados para outras empresas.

Outro investimento grande da empresa acontece este ano, como patrocinadora regional América do Sul na Copa do Mundo. Carvalho conta que a expectativa é bem positiva e que a marca vê um sentimento de celebração do povo brasileiro.  “Temos a oportunidade de fazer uma Copa realmente histórica. Juntando todos os fatores [de 2022], estamos sentindo que as pessoas querem celebrar. Estaremos saindo de uma eleição muito polarizada e com um propósito único de torcer pelo Brasil, ver se esse Hexa vem para nossa mão finalmente”, afirma.

Além de levar alguns brasileiros para o Catar por meio de promoções de relacionamento com os clientes, a Claro fará parte desse momento pelas transmissões em diversas telas, bem como em festas públicas que reúnem torcedores nas ruas.

Ao longo da conversa ele fala ainda sobre outros temas como patrocínios, investimento em mídia, expansão do 5G, liderança, rotina de aprendizado e muito mais. Confira o episódio completo pelo canal de sua preferência.

Quer fazer parte da maior comunidade de profissionais de marketing do país? Acesse nosso link de inscrição.

Veja Também

Quais são as oportunidades do futebol para as marcas?
Marketing
Há 2 semanas • 11 min de leitura

Quais são as oportunidades do futebol para as marcas?

Trends: diretrizes de marca, um guia para o futuro
Um conteúdo Bússola
Há 3 semanas • 5 min de leitura

Trends: diretrizes de marca, um guia para o futuro

Carolina Fernandes: Cliente bom é cliente que volta
Um conteúdo Bússola
Há 3 semanas • 4 min de leitura

Carolina Fernandes: Cliente bom é cliente que volta