McDonald's vence Burger King em briga por palhaço assustador

Campanha do Burger King de Dia das Bruxas do ano passado foi considerada imprópria pelo Conar

São Paulo - Após meses de batalha, o McDonald's venceu o Burger King no Conar, o Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária.

O McDonald's reclamava de uma campanha global do Burger King de Dia das Bruxas, "Scary Clown Night", veiculada em outubro de 2017 e com passagem pelo mercado brasileiro.

A campanha dizia que pessoas que fossem fantasiadas de palhaço em um restaurante Burger King ganhariam hambúrguer de graça.

No vídeo, havia um palhaço assustador de cabelo vermelho e de roupa nas cores amarela, branca e vermelha. Muitos consumidores, assim como o McDonald's, viram uma piada provocativa com o famoso Ronald McDonald. Começava aí a reclamação da marca.

Aberto o processo no Conar em dezembro de 2017, o primeiro resultado só saiu em abril desse ano: a favor do McDonald's, que pedia a suspensão da campanha por aqui. O Conar concordou com a marca, que dizia que o comercial do concorrente, com um palhaço daqueles, denegria a imagem do mascote Ronald e o associava a elementos negativos.

Diga-se que o Burger King não citou nominalmente o mascote ou o McDonald's e muito menos usou o logo do concorrente no vídeo.

O Burger King recorreu da decisão no Conar, dizendo que o palhaço não era paródia do McDonald's, sim fazia referência ao palhaço Pennywise, do filme de terror "It: A Coisa". Este também tem cabelo vermelho.

Agora, em julho, veio a decisão final após o recurso do Burger King e o Conar manteve a decisão favorável ao McDonald's. O recurso ordinário Nº 276/17 foi julgado em 19 desse mês, com a decisão mantida: sustação da campanha por unanimidade. 

Confira a campanha que acabou suspensa no Brasil:

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.