Lançamentos de embalagens caem em 2011

Reflexo da tragédia no Japão, que em 2010 ocupava o quarto lugar do ranking, levou o país a cair para a oitava posição

São Paulo - Os lançamentos mundiais de embalagem tiveram redução de 4,89% no primeiro trimestre de 2011. É o que indica um levantamento realizado pelo Núcleo de Estudos de Embalagem ESPM, utilizando as ferramentas GNPD Global New Products Database, da Mintel, e Euromonitor. No Brasil, a queda foi ainda mais expressiva, chegando a 11,96% em relação ao mesmo período do ano passado. De janeiro a março foram lançadas 66.615 embalagens, contra 66.885 nos mesmos meses de 2010.

O reflexo da tragédia no Japão, que em 2010 ocupava o quarto lugar do ranking, levou o país a cair para a oitava posição. O Canadá foi o destaque, saltando da sétima posição em 2010 para a quarta em 2011. A China também se recuperou e subiu do nono lugar, no ano passado, para o sétimo. Já o Brasil avançou uma posição, passando para a quinta colocação, enquanto Índia também apresentou um desempenho favorável, garantindo a sexta posição. A liderança continua sendo dos Estados Unidos e aparecem ainda Reino Unido (2º), Alemanha (3º), França (9º) e Espanha (10º)

Entre as categorias que mais lançaram ou renovaram embalagens, produtos para os lábios, produtos para o rosto e biscoitos doces continuam sendo as três principais, mantendo suas posições nos últimos cinco anos. Produtos para o corpo, que estava na quarta colocação em 2010, deu lugar a esmalte para as unhas. Já produtos de carne voltaram para o ranking, após dois anos fora.

“Os lançamentos indicam que a carne processada, preparada e embalada vem ganhando maior presença devido ao aumento no consumo de alimentos prontos e sanduíches”, explica Fabio Mestriner, Professor Coordenador do Núcleo de Estudos de Embalagem ESPM. No Brasil, a categoria com maior número de lançamentos foi produtos para o corpo, enquanto biscoitos doces, que ocupava a segunda posição até o ano passado, caiu para o oitavo lugar.

Assim como é visto globalmente, no mercado nacional, os cosméticos dominam o ranking, com oito posições entre as 10 principais categorias. Em relação às marcas que mais lançaram produtos, a Jequiti é a líder. Aparecem ainda Avon, Nasha Cosméticos, Nestlé, Procter & Gamble, Feito Brasil Cosméticos Artesanais, Unilever, Natura, Cooperativa de Consumo e Procosa Produtos de Beleza.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 12,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês
  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.