Campanha de Dia das Mães da Natura reflete sobre presentes e porquês

Marca convida consumidores a pensarem sobre significados por trás dos presentes e a fugirem do modo automático

São Paulo - Divulgada no último domingo (14) no intervalo do programa Fantástico, da Rede Globo, a campanha 2019 de Dia das Mães da Natura fala sobre a beleza das relações entre mães e filhos e convida estes a pensarem em presentes com significados para suas mães.

A marca mantém a sua estratégia de comunicação focada no "por que". No Natal, a Natura trouxera para seu comercial o conceito "A beleza de um presente está no porquê". Agora, a marca traz a ideia de "infinitos porquês": antes do ato da compra, do consumo, uma reflexão sobre os significados por trás de cada presente em datas especiais.

No filme, um filho cria uma linha do tempo com fotos de momentos especiais ao longo da vida para surpreender sua mãe. O presente ganha porquês, fugindo da correria do dia a dia e do ato automático de comprar um presente em datas específicas. A criação é da agência Africa.

A empresa prevê crescimento de 80% no desempenho operacional nos próximos cinco anos. Em 2022, a marca espera alcançar receita líquida consolidada de R$ 17,2 bilhões. Em 2018, a empresa fechou com um lucro líquido acumulado de R$ 548,4 milhões, 18% menos que em 2017. A receita subiu 36%, para R$ 13,4 bilhões.

Assista:

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também